segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

FELIZ 2008!
















Olá amigo leitor... nestes dias de festas quase não tenho encontrado tempo para escrever, mas quero deixar aqui umas fotos e meus agradecimentos.
Obrigada missionária Heidi e rev. Adan e toda a família Alvear que tem nos recebido para a ceia do Natal... que Deus abençoe todos vocês, foi mais uma vez um prazer!
Obrigada Jesus por meus pais, irmãos, cunhado e sobrinhos... cada vez que estamos juntos tudo vira festa! Deus nos dê um 2008 de muita paz e alegria.
Aos irmãos e amigos da igreja... obrigada por cada momento que vivemos juntos, que em 2008 possamos desfrutar da comunhão e a manifestação do Espírito Santo a cada dia com muita intensidade.
Feliz 2008!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Nascimento, Morte e Ressurreição

Isaías anunciou muito antes do seu nascimento: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o principado está sobre seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Príncipe da paz".
O tempo chegou e a profecia se cumpriria. José ouviu do anjo Gabriel que sua esposa daria a luz à um filho por obra do Espírito Santo e o nome do menino seria Jesus porque ele salvaria o mundo dos seus pecados.
Ele nasceu. Realizou a sua obra na terra e anunciou que era necessário que o Filho do homem padecesse muitas coisas, que fosse rejeitado pelos anciãos, pelos principais sacerdotes e escribas, que fosse morto, e que ao terceiro dia ressuscitasse.
Seu sangue puro e inocente foi derramado na cruz para perdoar todo pecado. Seu sangue foi o preço do nosso resgate.
Sou grata a Deus por vir e se fazer homem e sofrer por amor a mim na cruz do calvário. Não estava presente no seu nascimento e nem presenciei a sua morte. Mas sua voz ainda ecoa: Está consumado! Meus pecados já foram perdoados.
Ao terceiro dia ressurgiu e antes de sua ascensão ao céu anunciou que voltará e buscará para si o seu povo.
Obrigada Jesus por não desistir de mim. Obrigada Jesus por ir até o fim... Quero honrar-te e seguir-te até o fim.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Uma Promessa... Um teste

Ei Abraão... você espera ser pai de uma nação? Como será isso se nem mesmo um filho você tem?
E você José? Aí nesta prisão ainda tem aquele sonho?
Calebe... são quarenta e quatro anos e você continua obstinado em esperança de possuir a sua herança?
Quanto teste não é? Quantas interrogações estes e muitos outros enfrentaram no decorrer de suas vidas enquanto nos seus corações a esperança lutava para permanecer.
Abraão creu contra a esperança e isso foi lhe imputado por justiça!
José governou no Egito e foi canal de provisão para sua casa!
Ah! Calebe... teve sua esperança como vigor e possuiu sua herança depois de quarenta e cinco anos com o mesmo ânimo do dia da promessa.
O tempo é um teste mas não pode frustrar os planos de Deus. Ele zela em cumprir as suas palavras.
O ano de 2007 vai se despedindo. Pode ser que você se sente frustrado porque mais um ano se passou e você ainda não pode comemorar o cumprimento da promessa.
Você teve sonhos e eles ainda não se tornaram realidade...
Alegre-se! Deus nunca falhou e se ele prometeu podem passar os anos... mas suas palavras vão se cumprir.
O meu desejo para você neste restante de ano é que assim como um novo ano se aproxima, toda a sua esperança seja renovada.
Alegremos-nos, pois nem mesmo a morte frustrou o plano de salvação antes, Jesus venceu a morte e assim nos deu Nova Vida.

FELIZ NATAL! UM 2008 REPLETO DE MUITA PAZ, AMOR E ESPERANÇA! Que todos os seu sonhos se realizem e que os planos de Deus em sua vida cheguem anunciando sua fidelidade e poder.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

BOA SEMANA



TENHA UMA BOA SEMANA...
Espero que tenha uma boa leitura. Esta última postagem é especial para você que tem projetos para conquistar. Desejo que eles sejam realidade em sua vida!

Oposição / Realização

Admiro Neemias [e não escondo de ninguém].
Este homem é um exemplo de liderança realmente eficaz*!
Quando intentou ajudar Jerusalém a reconstruir seus muros atraiu a atenção de seus opositores: Sambalate, Tobias e Gésen.
A primeira oposição se deu quando Neemias intentou! Ele nem sequer havia exposto o seu projeto...
Havia uma grande obra para ser realizada e sem que esta obra tivesse inicio já havia opositores.
Isso lhe parecesse comum? O que esperar quando o projeto tiver saído do papel?
Mais oposição... foi o que este líder obteve.
Apesar de que a obra começou a fluir, Sambalate, Tobias e Gésen estavam dispostos a parar aquela construção.
Neemias percebeu desde o princípio que devia tomar providências para que o seu projeto não desmoronasse. Ele sabia quão necessário eram os muros para Jerusalém. Sabemos que os trabalhadores tinham instruções para o sucesso. O trabalho e a vigilância. Desta maneira somente conseguiriam concluir o que já estava se mostrando como um bom resultado.
Porém (no meio do caminho tinham três grandes pedras!)
Finalmente na história de Neemias chegamos á realização de um projeto. Muros construídos, cidade novamente segura e...
Sambalate, Tobias e Gésen mudam suas estratégias... [o muro está construído mas não devemos deixar por menos...] Eles bolam um plano “infalível” para desfazer aquela construção. Como? [Se não conseguimos impedi-los... nos juntemos a eles... e assim quando eles estiverem conosco finalmente podemos “aplicar o golpe”].
É, eles tentaram, se opuseram, bolaram planos para impedir esta obra mas havia um líder disposto a fazer de tudo para que a oposição não superasse a realização. Não se juntou a eles. Permaneceu firme nos seus propósitos e não baixou a vigilância e o trabalho.
Nossa história de vida em todos os aspectos sempre passará por momentos assim. Vamos ter de enfrentar oposições em todos os níveis, mas os que permanecerem firmes nos seus propósitos conseguirão realizar os seus planos. Veja bem... Neemias, grande líder, recebeu instruções de Deus para esta grande obra e se você, meu caro leitor e amigo quiser uma dica de um outro líder que também obteve grande sucesso pratique: Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele tudo fará! Salmo 37.
Tenha uma boa semana!

*veja ao lado o nome do livro sobre a liderança eficaz

domingo, 9 de dezembro de 2007

Resposta ao comentário de Mariana

Mariana, espero que tudo esteja bem com você!
Obrigada por ler meu blog e enviar comentário.
Quanto ás suas perguntas...
Estou cursando o ultimo ano do curso de Decoração pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia). Em fevereiro estarei formada, se Deus quiser!
Desde o meu ingresso na universidade nunca participei de caloradas, festas e “badalações” ou qualquer “evento” que não condiz á um cristão.
Minha identidade cristã sempre esteve presente, graças a Deus. Ele sempre foi e será o primeiro lugar em minha vida.
Tive várias oportunidades de testemunhar dEle para as pessoas na faculdade.
Já enfrentei muitas especulações e criticas a respeito da minha fé mas me alegro em Deus que tem me ajudado a manter a mesma “cara” tanto na igreja, família, trabalho, faculdade ou em qualquer outro lugar. Que seja assim por toda vida. “Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e aprender no seu templo.” Sl. 27:4. Amém!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Hora de revelar a identidade



Rainha Ester. Conhece né?
Ficou órfã ainda jovem e sua criação foi de responsabilidade de seu primo Mardoqueu.
Aconteceu que por decreto do rei Assuero, Ester foi parar no palácio. Assumiu a posição de rainha e era amada. Certo momento da história, Ester se vê em uma situação embaraçosa... Toda a sua nação estava prestes a ser exterminada. Como pôde isso acontecer? A rainha e sua nação ameaçada?
Acontece que a sua identidade ainda não havia sido revelada.
Diante desta situação Mardoqueu a instruiu acerca daquele momento. Era hora de revelar a identidade.
Identidade revelada... situação resolvida... todos os judeus adquirem o direito de lutar pela sua existência e houve grande júbilo.
Desde o fim de novembro tenho meditado sobre este nosso tempo e sobre IDENTIDADE APOSTÓLICA.
Cristãos Apostólicos, filhos do Senhor Jesus... É tempo de revelar a nossa identidade.
Existe um povo que vai perecendo...
Nós temos o que eles precisam! A palavra que é pão da vida e água que jorra para a vida eterna!
Não negue a sua identidade! Atenta para as palavras de instrução de Mardoqueu á rainha Ester nesta história: “Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?”.

Não perca mais tempo... comece hoje a espalhar por todo seu caminho a sua identidade. Quem você é? Quem é o seu Deus? O que ele te fez? O que seu Deus pode fazer? O que Ele quer fazer? Estas são perguntas que precisam ser respondidas a todo o momento afim de que muitos venham ao conhecimento de Cristo.

Que Deus nos dê entendimento para compreender que é hora!
Tenha uma boa semana...
IMAGEM: Túnel que leva ao "olho" do Museu Oscar Niemeyer - Curitiba PR

sábado, 1 de dezembro de 2007

Formatura à vista...


2003 iniciei meu curso na UFU. Seria aquele o 1° de 4 anos de estudos... hoje a menos de 2 meses para minha formatura posso reconhecer, que presente Deus me deu! Um sonho realizado... conhecimentos adquiridos... oportunidades de compartilhar palavras de Deus...

Que bom ter uma identidade... nas ações, no falar, e no "criar". Obrigada meu Deus!

Esta é uma de minhas "criações" preferida...

domingo, 25 de novembro de 2007

Fim de Semana em Brasília

Graças a Deus que me deu a oportunidade de estar em Brasília este fim de semana.
Agradeço aos irmãos da AIDB – que está no Gama DF, o carinho, a recepção e a hospitalidade!
... A nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cantos de alegria... Grandes coisas fez o Senhor por nós e por isso estamos alegres.
Deus esteve presente ali, e melhor ainda, manifestou-se em nosso meio, batizando com o Espírito Santo... Revelando... Restaurando... Glória a Deus!
Chegamos a Uberlândia ás 18:00, mas não fomos vencidos pelo muito cansaço e uma hora depois da nossa chegada aqui, já estávamos em nossa igreja contando as maravilhas do Senhor.
Obrigada meu Deus por mais uma vez permitir que eu fosse instrumento teu para entregar uma palavra! Pr. Iremar e Missionária Inês obrigada por confiar...
A todos os jovens muito obrigada pelo carinho, me senti em casa! Ás irmãs da cozinha muito obrigada por me poupar do quentro (ha ha ha), a comida estava muito gostosa! Glauber e Natália obrigada por nos deixar usar o apartamento de vocês! Irmão Adão e irmã Marta obrigada... Enfim! Valeu muito mais uma vez. Cada palavra ministrada ás nossas vidas neste fim de semana é alimento de sustentação e edificação, permaneçamos firmes em Cristo Jesus, nosso Senhor!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Lembraça que Traz Esperança



Refletir faz bem para o coração que questiona...
Em nossa caminhada com Deus não nos falta respostas e elas sempre vêem de onde menos esperamos. Ele, fiel em todo o tempo, mesmo quando falhamos ou fraquejamos, nos mostra sua palavra.
Olho para Moisés e vejo sua aflição no deserto. Levantado para guiar o povo de Deus, sai do Egito e chega ao lugar onde “Deus repousa a sua nuvem”, numa cidade chamada Refidim.
Ali não havia água para o povo. Eles se rebelam e questionam a Moisés, como se dele dependesse aquela situação. Moisés por sua vez, angustiado com toda aquela difícil caminhada, guiando um povo difícil... Cansado das contendas de Israel, clama ao Senhor e desabafa dizendo: “Que farei a este povo? Daqui a pouco me apedrejarão”.
Vejo a resposta de Deus, não mostrando como Moisés faria para ter água, mas dizendo o que he era necessário fazer...
Respondeu o Senhor dizendo: “Passa adiante do povo. Toma consigo alguns dos anciãos de Israel, e leva contigo a tua vara, com que feriste o rio, e vai”.
Quantas lições estão contidas nesta resposta, mas minha ênfase para hoje está nas palavras em negrito.
Deus traz uma referência para Moises. Algo que lhe é familiar. A vara, que esteve com ele desde o princípio. A única ferramenta que ele tinha nas mãos quando Deus o chamou. Com ela ele feriu as águas. Com ela abriu o mar vermelho. Aquela vara trazia recordações que Moisés havia esquecido por causa das aflições que toda a cobrança do seu trabalho trazia. Estava com ele algo que podia fazer seu coração pulsar mais forte, a lembrança de como Deus fez milagres e maravilhas, mas Moisés não a tinha como recordação.
Vemos que mais para frente quando ele dá instruções para Josué, diz: “... e a vara de Deus estará na minha mão”. Algo maravilhoso está por trás destas palavras! Imagino que quando ele deu crédito às palavras de Deus e olhou para a vara em sua mão, pode imediatamente ver diante dos seus olhos todas as imagens dos sinais e das maravilhas de Deus. E agora em suas palavras havia um ar de esperança. Algo aconteceu dentro de si desde que Deus trouxe à lembrança aquilo que dava esperança!
Quando Deus neste fim de semana que passou, me trouxe esta palavra ao coração, imediatamente na minha memória busquei todas as lembranças dos feitos de Deus em minha vida. Fotos, marcas, objetos... Tudo o que me trazia a recordação de como Deus ouviu o meu clamor, de como ele agiu, de como proveu aquilo que necessitava! Meu Deus, que momento glorioso, recordar as maravilhas de Deus e saber que de alguma maneira nossas questões hoje serão respondidas por Ele.
Moisés pôde novamente usar a vara e obter água! Também vemos ao final do cap.17 de Êxodo, Deus dizendo a Moisés: “Escreve isto para memória num livro, e repete-o a Josué...”.
Tenho questionado tanto a Deus... Tantas aflições pelo presente... Tantas expectativas pelo futuro... Mas posso olhar ao meu redor e ver as recordações que Deus me traz à memória de que Ele supre todas as coisas... Então como Moisés, a esperança é renovada no meu coração. Posso dizer que os feitos de Deus me acompanham e por eles tenho viva a esperança!

sábado, 17 de novembro de 2007

Não andeis ansiosos



Olá, como vai meu caro amigo e leitor?
Hoje pela manhã queria deixar para sua meditação as palavras de Jesus que estão escritas em MATEUS 6 : 25 a 34.
Espero que você tenha um bom fim de semana e que esta meditação lhe ajude a deixar as suas preocupações e fortalecer sua confiança em Deus.
Forte abraço.
(as fotos postadas aqui, são do Jardim Botânico de Curitiba PR)

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Tudo no seu tempo (Eclesiastes 3)

Eu entendo quando Salomão escreve que “tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu...”
Hoje quando completo 25 anos de existência posso concordar com as palavras deste sábio homem.
Não passam despercebidos os tempos de prantos e os tempos de riso...
Não se pode esconder o tempo de dança e tão pouco o tempo de dor...
Existe o tempo de se abraçar e também o tempo de se afastar do abraço.
Tem aqueles momentos em que prefiro me ausentar e ficar calada...
Tem também o tempo em que quero estar presente e falar...
Sou incompreendida em muitos momentos, mas também recebo a devida compreensão no tempo certo.
Infelizmente existem tempos em que derrubo tudo, por falta de paciência ou de domínio próprio, mas também tem o tempo que edifico...
O amadurecimento vem ao longo da vida, embora muitas lições vêm com lágrimas e dor.
Tudo nosso Deus, fez formoso em seu tempo.
Existe o tempo de buscar e o tempo de perder. O tempo de aprender e ensinar. Tudo tem o seu tempo certo. E neste dia quero aproveitar o TEMPO para agradecer!
Obrigada Jesus pela vida que tenho. Obrigada família pelo amor, carinho e aconchego. Obrigada amigos. Obrigada leitor por sua atenção aos textos que escrevo.
Que Deus seja com você neste dia!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Amanhã é o dia!


DIA DE FESTA! 25 ANOS DE CONQUISTAS. ATÉ AQUI ME AJUDOU O SENHOR E DAQUI PARA FRENTE ELE CONTINUARÁ ME AJUDANDO...
COMO DISSE JÓ TAMBÉM TENHO DITO: "BEM SEI QUE TUDO PODES E NENHUM DOS TEUS PLANOS PODEM SER FRUSTADOS".OBRIGADA JESUS!

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Em Curitiba...






Olá amigos e leitores, hoje estou em Curitiba. Cheguei aqui ás 7:00 e já pude passear um pouquinho. Pra começar o passeio não poderia ser diferente fui com minha irmã ao MON (Museu Oscar Niemeyer) prestigiar as mostras e tirei algumas fotos para postar. Um forte abraço.

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Continuação...
















28° Aniversário da AIDB - Uberlândia















Olá... como prometido aqui estão algumas fotos tiradas neste 28° Aniversário da AIDB - Uberlândia. Obrigada a todos que tiveram presentes que Deus abençoe a todos. Não deixe a chama apagar. Pois, PAIXÃO, FOGO E LOUVOR são características do Povo Apostólico.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Metamorfose

Podemos obter respostas científicas á respeito da metamorfose animal, verificarmos o processo dentro de um casulo onde ocorre a transformação de uma lagarta em borboleta, mas uma vara? Como pode transformar-se em rocha?
Passamos dias e talvez semanas estudando, lá no nosso tempo de ensino médio, o processo de formação das rochas e percebemos que nenhum professor ousou dizer que a rocha é resultado de uma ação natural que se dá por uma vara ou um ramo, isso é incontestável para nós.
A ciência não tem a resposta para essa pergunta nem a terá visto que somente pelo espírito é que se pode respondê-la.
Pois bem, comecemos por Mateus 16 verso 18 no qual Jesus diz as seguintes palavras a Pedro: “Pois também te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela;”.
Quando Pedro recebeu esta palavra ele era ainda uma vara e não se tornou uma rocha de imediato. Seu caracter foi revelado por suas ações oscilatórias. Ele “ia e vinha”. Sua natureza impulsiva foi revelada em Mateus 14. Levado pela surpresa de ver Jesus andando sobre as águas, desejou fazer o mesmo e não pode esconder sua covardia ao colocar os olhos sobre as águas que eram o estrado dos seus pés, duvidou e começou a afundar.
Pedro vacilava em muitas de suas ações. Por um momento ele tinha sensibilidade ao Espírito tanto é que foi revelado a respeito do Cristo em Mateus 16:16, por outro momento o negou praguejando em Marcos 14:70-71. Era levado pelo vento que o soprava. Notamos sua disposição para seguir a Jesus em Marcos 1:18 mas o vemos seguindo de longe quando o mesmo era exposto aos açoites (Mt26;58).
Podemos ainda fazer várias outras observações. Cometeríamos erro grave se afirmássemos que as palavras ditas por Jesus a respeito de Pedro se cumpriram sem que houvesse mudança na sua personalidade.
Após 10 dias em que os apóstolos com suas famílias estavam reunidos no cenáculo, houve uma mudança. Eu ousarei dizer que a metamorfose de uma vara em rocha levaram 10 dias para se realizar. O cenáculo pode ser observado como um casulo, lugar este que serviu para colocar em xeque vários questionamentos, várias reflexões. As pessoas que ali estavam, passaram por um processo, estavam presas firmadas em uma promessa e recuadas com medo e incertezas, mas não saíram sem que recebessem o poder do qual Jesus falara.
Findo o tempo de 10 dias, o espírito do Senhor encheu toda a casa. Reuniu-se uma grande multidão do lado de fora, pensando o que havia ocorrido com aqueles seguidores de Jesus, recuados sem a companhia do seu mestre... quando surge na porta um homem que cheio de autoridade e ousadia começa a lhes dizer o evangelho de Cristo. Pedro aparece na porta expondo o resultado de uma metamorfose espiritual. Suas atitudes de “vara” ou seja suas oscilações carnais cederam e deram lugar a firmeza agora Pedro é rocha. A partir dai ele aparece pregando, curando, enfrentando o Sinédrio com grande autoridade e ousadia, é açoitado mas não negando a sua fé, é aprisionado mais agora o seu espírito está livre do medo, é valoroso e inabalável.
A promessa em Mateus 16:18 foi cumprida e agora podemos com satisfação responder aquilo que a ciência não responde. Um fraco torna-se forte, um pequeno torna-se grande, uma vara torna-se uma rocha, pela ação do Espírito Santo de Deus. Levemos pois avante a explicação da metamorfose espiritual para que o mundo seja salvo por Cristo Jesus o nosso redentor e salvador!

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

25 anos de vivências

Mês de Novembro é mês de comemorar as vivências... 25 anos de muita alegria e conquistas e a certeza de que Deus é meu ajudador e que por suas muitas misericórdias tenho vida plena!
Graças ao meu Deus e minha família, tenho vivido e enfrentado todas as surpresas do dia a dia. Aos amigos que estão comigo mesmo quando nem tudo é festa, obrigada!

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Experimente Cantar...

Ontem estava visitando o site YouTube e resolvi relembrar a canção que sito em minha ultima postagem. A canção é trilha sonora do filme The Prince of Egypt e originalmente se chama: When you believe, que traduzido é: Quando se crê. Você pode conferir a canção a partir do endereço:

http://br.youtube.com/watch?v=HDqKK7iwYZw . Abaixo está a letra da canção. Experimente cantar como fiz na ocasião mencionada no texto: Para não deixar dúvida. ******** confira o texto na íntegra********

Quando se Crê

Mais de um louvor fizemos sem ninguém ouvir
Esperançosa é a canção que sai do coração
Não temos mais temor embora possam nos ferir
Movemos montanhas com o poder da oração.

Milagres são reais quando se crê
Deve haver fé não desistir
Milagres é só crer você vai ver
Se você crer vai conseguir, mas só se você crer.

Em tempos de dor quando orar costuma ser em vão
A esperança é como as aves que migram no verão
Mas eu estou aqui sentindo forte o coração
Busco a fé e digo o que jamais pensei dizer

Milagres são reais quando se crê
Deve haver fé não desistir
Milagres é só crer você vai ver
Se você crer vai conseguir, mas só se você crer.
Abraços.

domingo, 21 de outubro de 2007

Para não deixar dúvida

Sexta-feira enquanto postava minha ultima reflexão, também buscava ter uma palavra para compartilhar com você (leitor) e amigo.
Para minha alegria, espero que sua também, pude meditar numa história que me inspira. Trata-se de um homem comum que foi chamado para liderar um grupo a fim de tirar a sua nação do jugo imposto por uma nação inimiga. Gideão foi este homem.
Ele fez provas de todas as palavras que Deus lhe deu. Com paciência Deus respondeu a todas as provas. A palavra que lhe foi dada é que ele seria um vencedor e que a vitória não viria dele, nem de sua força, mas de Deus.
Gideão ainda tentou ir para a peleja com muitos homens, em vão!
Apenas com 300 guerreiros lhe foi permitido ficar a fim de que soubessem que a vitória viria do Senhor de Israel. Antes de descer ao arraial para a batalha o Senhor ainda disse a Gideão que havia entregado os inimigos em suas mãos, mas que se ainda tivesse dúvidas então que descesse ao arraial e lá ele ouviria palavras que o fortaleceria para ir à peleja.
Bom, ele não resistiu e foi ao arraial. Ouviu. Finalmente esta foi à última prova que ele precisou para confiar que a vitória estava garantida e assim foi. Com 300 guerreiros Israel conquistou uma grande vitória sem muito esforço. Deus não deixou dúvidas que estava com Gideão.
Esta história bíblica tem me inspirado desde sexta-feira á noite.
Estou no quarto ano do meu curso de Decoração na Universidade Federal de Uberlândia... Enfrentei 4 vestibulares para chegar onde estou. Por fim no último vestibular eu fiz como Gideão, queria me ver livre de toda a dúvida e clamei a Deus. Simplesmente estava cansada de estudar e me esforçar para uma prova tão difícil que é esta de passar em um vestibular pela federal, pois todo esforço que tinha feito não me garantiram uma vaga. Então minha oração foi: Deus eu quero saber se é de teu agrado que eu faça este curso. Não vou estudar porque tudo o que eu devia estudar eu já estudei e não deu certo até aqui. Se for tua vontade eu vou passar... Fiz a prova cantando (literalmente) uma música que ficará na minha memória (milagres são reais quando se crê... deve haver fé não desistir... milagres são reais, você vai ver...) Nunca tive uma tranqüilidade como aquela em uma prova. O resultado veio. Não consegui classificação suficiente! Passado 24 dias + ou – o telefone toca em minha casa... Contra toda a esperança estava do outro lado da linha um chamado para que eu me matriculasse... Uma desistência havia me garantido a minha vaga!
Aqui estou olhando para janeiro... Quando finalmente chego à conclusão do meu curso. Um sonho realizado para não deixar dúvida!

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Deleita-te

Publicando um texto que escrevi a algum tempo e estava guardado no meu computador...
Deleita-te no Senhor, e Ele te concederá os desejos do teu coração.
Sl 37.4

Hoje desejei escrever algo que retratasse as palavras do salmista...
Alegro-me sempre pela inspiração divina que estava em Davi para escrever salmos.
Tanta coisa ele disse tocando sua harpa... e que toca o meu coração.
O mesmo Deus que ele servia e conhecia, eu também conheço e sirvo, ele é o meu Senhor e salvador.
Encontramos o tão conhecido salmo 23 que diz que este Senhor cuida das necessidades de suas ovelhas ou seja ele cuida de mim e de você e supre todas as nossas necessidades.
Mas o que quero dizer é do salmo 37. Já prestou atenção no que diz? Deleita-te no Senhor... parece ser tão estranha esta palavra, e como é verdade. Só no Senhor Jesus, há verdadeira sensação de gozo íntimo, de paz, de descanso. Pode haver muitas coisas que alegre o nosso coração. Pode haver muitas coisas que nos dão prazer, contudo nada supera estar na presença de Deus. Senti-lo. Conhecê-lo. Estar em sua presença e sentir o que o salmista nos fala. Deleite. Prazer intenso e suave.
O salmista diz que deleitando nos no Senhor ele concederia os desejos do nosso coração. Já observou como uma criança chega na presença de seu pai, se coloca no colo, e começa a acariciar-lhe, dando-lhe beijo. Expressando seu mais profundo sentimento de segurança, e de amor... Já reparou como isso comove o coração do pai, ou da mãe? A espontaneidade da expressão da criança desperta no pai ou na mãe o desejo de realizar-lhe os desejos. O pai ou a mãe se pega oferecendo para a criança o que lhe está ao alcance, o que for, para retribuir a satisfação que aquele ato gerou nos seus corações.
O salmista está dizendo que Deus que conhece todas as nossas necessidades e nossos desejos está disposto a nos dar o que almeja o nosso coração, não em troca de um carinho comprado, mas por uma espontaneidade. Da nossa satisfação em estar em sua presença, debaixo do seu cuidado, cercados por seu amor...
Sou grata a Deus porque tudo que tenho, foi ele que me deu cuidando das minhas necessidades. Agradeço pelo que tenho e quis ter. Por que muitas coisas eu recebi tendo desejado sem ser uma necessidade mas por que este salmo é verdade também na minha vida.
“Deus te amo, amo estar em sua presença e me deleitar em ti.”
Que você possa sentir esse deleite na presença do Deus altíssimo que é onipresente, onisciente e onipotente. Aí mesmo onde você está, podes sentir a presença dele. Faça um teste. Sinta-o, chame-o para estar com você. Poderás dizer as palavras do salmista como uma verdade em sua vida.
Um grande abraço.

sábado, 13 de outubro de 2007

- Repercussão - Crônicas do Cotidiano

Sabia que teria repercussão com esta crônica, afinal quem nunca passou por estes momentos, não é? Mas não sabia que seria tão bom ler todos os comentários que recebi( por e-email, pessoalmente e os que são publicados diretamente aqui no blog).
Depois de alguns comentários me vieram à tona muitas outras experiências...
Já senti a presença de Deus...
Já compartilhei da minha fé...
Senti a opressão no olhar de alguns...
Já fiz alguém sorrir...
Já me atrasei para entrar em um ônibus e por isso tive livramento de acidentes...
Já me atrasei... e por isso pude compartilhar da palavra de Deus com alguém no Ponto de Ônibus...
Já cantei, já orei...
Já entrei em ônibus errado! Ah sim...
Já desci em pontos errados também...
É...
Que bom saber que junto com você posso refletir sobre minhas ações. Compreender que “Como é feliz o povo que aprendeu a aclamar o Senhor e que anda na luz de sua presença!” SL.89:15.

****Leia a crônica na íntegra****

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Crônicas do Cotidiano - Um mundo á parte


Falo de dentro do ônibus... deste “mundo” paralelo ao real. Sim, porque o que se passa aqui dentro é diferente de tudo que se vive por fora.
Vê-se de tudo. Gente bonita e gente “desprovida de beleza”. Tem aqueles que estão acostumados com o “convívio” no ônibus e aqueles que não conseguiram funcionar o carro de manhã e tiveram este veículo como única opção! Estes são mais difíceis... Reclamam se alguém esbarra, ou se o motorista arranca bruscamente, pura falta de costume!
Existem também aqueles velhos amigos que se encontram e por um breve momento querem colocar as conversas em dia. Revelam segredos, trocam notícias da velha turma... Trocam boas novas e até mesmo compartilham as lembranças dos que já passaram desta vida. Há também os estudantes... Com suas pastas e mochilas enormes (falo agora com experiência). Quando entram uns sorriem outros estão cansados. Passei por várias experiências inusitadas... Tive que passar pela “catraca” com minha pasta enorme e com a régua saindo um tanto para fora da pasta (material usado por designers, arquitetos e engenheiros). Também já carreguei escultura e tubo onde se guarda projetos em papéis (parecia mais uma bazuca). Cada vez que tinha estes objetos em mãos reparava que me tornava alvo de atenção, embora, preferisse não ser notada! Como? (devo contar que minha pasta é rosa choque onde fixei um adesivo do Smiley?).
Posso dizer que já senti emoções diversas também. Já até chorei...
Ajudei alguns a encontrarem um assento por lhe faltarem a visão. Já cedi o meu lugar para senhores e senhoras... Já gritei com desespero ao ver que o motorista arrancaria com o ônibus enquanto uma criança ainda com dificuldades descia tentando não perder de vista sua mãe... Chorei disfarçadamente por ver pessoas com suas deficiências dando demonstração de carinho e afeto e por perceber que gozo de saúde e perfeito funcionamento do meu corpo e tenho dificuldades de expressar meus sentimentos...
É Assim, neste mundo á parte que sigo o meu percurso de faculdade para a casa, avisto o próximo ponto onde terminarei meu trajeto e finalmente deixarei para trás este convívio... Sem saber qual será o caminho dos que deixei ali dentro. Com certeza amanhã novas pessoas preencherão os lugares daquele ônibus. Novas histórias serão contadas... Novos amigos se reencontrarão e novas emoções surgirão construindo assim as crônicas da vida aqui fora.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Formalidade Interrompida

O jantar corria conforme combinado. Convidado especial à mesa...
Alimento e bebida servidos...
Simão revive em sua memória todos os últimos momentos desde que convidara aquele homem para vir em sua casa. Nada lhe passara despercebido, todos os preparativos foram feitos. Mas uma coisa lhe incomodava...
Alguma coisa ele estava esquecendo, até que de volta a formalidade de um fariseu que era, viu entrar em sua sala uma mulher. Conferiu a lista de convidados só para ter certeza. Aquela não era sua convidada. Como ela ousava interromper um jantar em sua casa que tinha tudo para ser um evento de destaque nas primeiras páginas do jornal da cidade?
Jesus sabia o que Simão pensava e como aquela situação o perturbava. Surpreso com a interrogação de Jesus, ele descobriu o que lhe incomodava. Não havia oferecido água para os pés de seu convidado e nem o havia recebido com o ósculo. Preocupou-se com o evento, mas esqueceu de “receber” seu convidado. Aquela intrusa, porém, interrompeu o gelo do formalismo e correu para “receber” Jesus.
Em circunstâncias formais há privacidade de livre expressão. No entanto, quando estamos na presença de Deus há liberdade! Outras pessoas interromperam eventos formais e se expressam com verdade e receberam bênçãos. Foram despedidos com o gozo e alegria da salvação. Tiveram seus pecados perdoados, seus filhos libertados e seus doentes sarados. Como vivemos depende da maneira que nos relacionamos com Deus.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Mais que palavras...

Esta mensagem escrevi faz alguns dias, mas gostaria de compartilhar com todos neste blog. Boa leitura.

Você tem conhecimento de todas as vezes que suas palavras alcançaram o coração daqueles que te ouviram?
Já se perguntou quantas vezes conseguiu por meio de palavras, aliviar a angústia de uma pessoa ou reavivar os sonhos naqueles que havia perdido as esperanças?
É comum esse questionamento em meu pensamento.
Sempre obtenho respostas de maneiras diferentes...
Recebi dias atrás um cartão virtual, nele destacavam-se palavras que lembravam uma mensagem que havia proferido em uma viagem para Catalão GO. Fiquei por alguns momentos tentando me lembrar desta viagem que havia feito e por conseqüência em que ocasião havia proferido aquelas palavras. Depois de muito pensar, me lembrei da ocasião e de alguns que estavam me ouvindo na platéia... muito tempo já se passou, mas aquelas palavras estão guardadas em um lugar privilegiado na memória daquela pessoa que escutou.
Acredito que minhas palavras não foram proferidas por simples vontade minha, mas alguém que conhece os seus e os meus pensamentos, Jesus Cristo, me orientou e conduziu-me para uma mensagem que fosse de encontro a um coração carente de ouvir muito mais que palavras humanas.
Assim, qualquer que se coloca nas mãos de Deus, especialista em alcançar o coração humano, será instrumento para edificação de vidas.
Houve na história, uma menina, que foi conduzida, presa, para Síria. Estando servindo a um senhor de muitos bens porém leproso, não ocultou sua reverência e adoração ao seu Deus. Antes, fez-se testemunha. Anunciou ao seu senhor que seu Deus poderia tira-lo daquela situação, curar o seu corpo e restituir-lhe sua alto-estima. Imediatamente Naamã deu crédito ás palavras da menina e pôs-se a caminho de Israel, teve um encontro com o profeta e através de sua obediência ás palavras do profeta, foi restituído de sua saúde e integridade!
É uma bela história. Retrata a disposição de uma criança em anunciar palavras de boas novas, mesmo que estava em uma situação de escravidão em uma terra distante, todavia seu coração estava livre e quieto em Deus e a sua confiança nEle que é verdadeiro não estava abalada!
Muitas vezes, podemos nos sentir em situações perturbadoras, de desconforto e incertezas, porém se o nosso coração está livre e nossa confiança inabalada podemos anunciar as obras do nosso Deus.
Asafe, o levita, relata no salmo 73 que esteve em situação terrível, chegou a ponto de quase se desviar. Lemos no verso 16 e 17 deste belíssimo salmo o que faz toda a diferença para nossa vida! Quando enfim percebeu que não conseguia entender todas as coisas, ele entrou onde eu e você devemos entrar, no santuário de Deus e aí, sua visão foi ampliada, e agora podia declarar que todo o seu bem estava em ter a Cristo e anunciar as suas obras.
Meu amigo, não se perturbe quando você não puder dar aos outros nenhum bem material, deixe que Deus lhe use como instrumento para anunciar as obras dEle. Assim você estará fazendo um grande bem.
Entre no santuário de Deus e terá a sua visão ampliada!
Tenha um bom dia e uma boa semana, na presença do Altíssimo!
Um grande abraço.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Pequena Atitude - Grande Emoção

Recebi um e-mail num dia destes... muito normal para alguém que utiliza o correio eletrônico diariamente? É verdade, porém, este especificamente trouxe-me no momento uma emoção diferente. Aquelas palavras me fizeram sentir muita alegria, em meio a uma rotina.
Daí me veio uma reflexão: O que uma simples atitude de RE:sponder pode causar naquele que está do outro lado do monitor? Diga-se de passagem, o e-mail era uma RE:sposta.
Bom, em mim causou um largo sorriso e um bem estar durante todo o dia. Trata-se de umas poucas palavras trazendo notícias de um amigo distante.
Não quero dizer com isso que outros e-mail´s e respostas não me tragam boas emoções...
Toda essa minha história foi apenas para dizer que você pode fazer a diferença na vida de alguém. Você não precisa ter muito para compartilhar, mas acredite! O pouco que você tem pode fazer muito. Um sorriso, um dia mais feliz, uma semana inteira repleta de satisfação.
Temos tantas atividades todos os dias que nos esquecemos de cumprimentar com Bom Dia o empregado público que varre a rua da nossa casa. Passamos tão apressadamente por aquele funcionário da faculdade que todos os dias é responsável por deixar o nosso ambiente de estudo mais agradável e nos esquecemos de lhe mostrar um sorriso de agradecimento. Muitas vezes é em casa mesmo que nos falta esta pequena atitude quando esquecemos de agradecer pela roupa limpa ou ainda pelo delicioso almoço. Mas estas pequenas atitudes têm um poder muito grande de trazer alegria naqueles que as recebem.
Sei, confesso! Esqueço-me muitas vezes de praticá-las, mas como não lembrar depois de sentir tamanha felicidade por uma pequena atitude?
Desejo a você um dia repleto de “pequenas atitudes” e de “grandes emoções”!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Um Sonho Registrado

Quem nunca teve um sonho inesquecível?
É! Destes que a gente sonha dormindo...
Digo assim porque os que a gente sonha acordado não dá mesmo pra esquecer.
E então? Você se lembra de algum? Algum lugar ou momento...
Uma música, um alguém que veio em seu sonho e de repente sumiu ao abrir de seus olhos?
Embora estes sonhos sejam mesmo inesquecíveis, já passou pela sua cabeça registrá-los e torná-los conhecidos?
Vejamos, será que alguém quando ouviu você compartilhar este sonho tenha ficado tão maravilhado que a partir disto redigiu uma redação ou usou como base de uma tese científica? Tudo bem, já questionei demais, né?
Vou matar a sua curiosidade, se é que você tenha ficado curioso (a).
Você conhece, certamente já ouviu falar...
Houve um rei tão sábio em Israel que ficou muitíssimo conhecido por sua sabedoria. Antes dele não houve alguém tão sábio e depois dele não surgiu um que seja páreo.
Este homem adquiriu esta sabedoria em um sonho! Isso mesmo. Enquanto dormia, o Senhor apareceu a Salomão em sonho e lhe deu a oportunidade de fazer um pedido. Conhecemos a resposta do rei. Após o registro deste sonho vemos que Salomão julgou a nação com sua famosa sabedoria adquirida em Deus naquele sonho.
Esta história está registrada no livro de I Reis cap. 3.
Leia atentamente este registro. Pense na história tão conhecida de Salomão.
Podemos ter algo mais nos nossos sonhos... Uma visita do nosso Senhor e isso muda a história da nossa vida.
Tenha uma boa semana!

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Qual é o seu Perfil?

Se você recebesse a incumbência de ordenar uma pessoa ao maior cargo da nação, quais seriam as qualidades que você teria como base para sua escolha?
Será que primeiramente procuraria por uma família alvo, cujos membros fossem intelectuais, bem apresentados, de forte carisma e de elevado status social?
Certamente sua intuição te levaria por este caminho em busca do candidato.
Permita-me contar a história de um homem que teve exatamente esta missão de encontrar um rei para a nação. O nome dele é Samuel.
Deus ordenou a Samuel ir à casa de um homem chamado Jessé, este possuía oito filhos e dentre eles estava o que correspondia ao perfil que Deus desejava para ser o rei de Israel.
O profeta não recebeu nenhuma informação adicional do perfil do homem cujo coração agradava ao Senhor. Portanto ao ver os filhos de Jessé, Samuel precipitou no seu pensamento porquanto eram muito formosos e de boa estatura. Qual foi a sua surpresa ao ouvir a voz de Deus em seu coração e saber que nenhum daqueles moços tinha um perfil para ser o rei.
Bom, quero entrar aqui com minhas observações...
Até este momento da história, Davi não está apresentado. Ele era apenas um membro da família, o menor dentre seus irmãos. Um pastor de ovelhas que não foi julgado digno de estar com seus irmãos numa reunião tão importante com o profeta. Era desprezado por eles.
Samuel questiou Jessé a respeito de seus filhos perguntando se não havia um outro. Imagino que aquela família sofreu um impacto por que não viam em Davi nenhuma qualidade que correspondesse ao perfil procurado para o rei de Israel. Mas entrando Davi na casa, o profeta não teve duvida que seria ele mesmo. Ele foi ungido rei, e o Espírito de Deus se apoderou dele.
A partir daquele momento a história começa a relatar as qualidades deste novo rei. Agora vemos que ele tinha uma boa aparência, era de boas palavras, valente, homem de guerra, tinha muita habilidade musical e o Senhor era com ele.
Pergunto: onde esteve este perfil o tempo todo? Porque a família de Jessé não se deu conta destas qualidades?
Será que essa pergunta não pode ser aplicada às nossas vidas?
Qual a visão que temos de nós mesmos? Qual a visão Deus tem de nós?
Certamente Deus conhecia muito bem este rei quando estava ainda no campo vivendo como um pastor de ovelhas e sabia que seu perfil era de um rei.
Você pode estar pensando como o profeta no primeiro momento, atentando para a aparência, mas os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos. O perfil que ele vê em mim e em você é muito além daquilo que pensamos. Medite nisso esta semana.
Deixe Deus guiar teus passos assim você irá muito além das suas possibilidades.
Um forte abraço.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Encontro Apostólico de Fogo e Santidade


Amigos, em minha primeira postagem quero agradecer a Deus pelo VII Encontro Apostólico de Fogo e Santidade.


Deus foi muito bondoso em dar esta visão ao rev. Adan Alvear. Graças a Deus!


Fiquei feliz por cada mensagem pregada neste encontro e o impacto que já tem causado!


Que as igrejas no Brasil que estiveram neste encontro transmitam estas mensagens às gerações!


Aos meus amigos, sejam bem vindos!


Espero poder compartilhar boas palavras e fotos com todos. Forte abraço!


Daphnne