segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Formalidade Interrompida

O jantar corria conforme combinado. Convidado especial à mesa...
Alimento e bebida servidos...
Simão revive em sua memória todos os últimos momentos desde que convidara aquele homem para vir em sua casa. Nada lhe passara despercebido, todos os preparativos foram feitos. Mas uma coisa lhe incomodava...
Alguma coisa ele estava esquecendo, até que de volta a formalidade de um fariseu que era, viu entrar em sua sala uma mulher. Conferiu a lista de convidados só para ter certeza. Aquela não era sua convidada. Como ela ousava interromper um jantar em sua casa que tinha tudo para ser um evento de destaque nas primeiras páginas do jornal da cidade?
Jesus sabia o que Simão pensava e como aquela situação o perturbava. Surpreso com a interrogação de Jesus, ele descobriu o que lhe incomodava. Não havia oferecido água para os pés de seu convidado e nem o havia recebido com o ósculo. Preocupou-se com o evento, mas esqueceu de “receber” seu convidado. Aquela intrusa, porém, interrompeu o gelo do formalismo e correu para “receber” Jesus.
Em circunstâncias formais há privacidade de livre expressão. No entanto, quando estamos na presença de Deus há liberdade! Outras pessoas interromperam eventos formais e se expressam com verdade e receberam bênçãos. Foram despedidos com o gozo e alegria da salvação. Tiveram seus pecados perdoados, seus filhos libertados e seus doentes sarados. Como vivemos depende da maneira que nos relacionamos com Deus.

Um comentário:

Cátia Santos disse...

Paz Daphnne!
Muito bom lembrar desta passagem bíblica. Sabe que meditei nela durante vários dias, porém de um ângulo diferente: "Arrependimento" e fiquei feliz em saber que Deus te deu um outro ângulo desta escritura.Sendo assim continuamos a aprender mais da palavra de Deus, porque afinal de contas ela se renova a cada dia nas nossas vidas.
Um Grande Abraço!