Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 31, 2010

Pois é... O tempo Passa...

Finalmente eleições encerradas no país!Não, eu não gostei dos resultados e não é sobre isso que quero falar.Que tal falar de Jingles? Eles marcaram o mês de outubro. Foram centenas espalhados por todas as cidades divulgando os números dos candidatos.Uma “musiquinha” mais terrível que outra, mas, venhamos e convenhamos, o resultado é fatal. Basta uma trégua de pensamentos para sua mente começar a repeti-los, não é assim?Alguns são criativos outros nem tanto, mas encerradas as eleições, dados apurados, resultados (desastrosos)... tudo passa, menos os jingles.Ainda bem que nem só de eleições vivem os publicitários.Recordo-me de um clássico da propaganda brasileira estrelado nos anos 90, o jingle do Bamerindus.Tão famoso ele ficou que mesmo depois do Bamerindus ser vendido para o HSBC a música permaneceu na boca do povo.“O tempo passa... o tempo voa... e a poupança Bamerindus continua numa boa...”É certo que a letra não pôde sustentar a realidade do banco, mas a combinação de palavras e s…

Estímulos

Quando alcancei a “maior idade” comecei a sonhar com a minha CNH.Sonhava com a autorização para dirigir e sentia o meu sonho pulsar dentro de mim com maior intensidade cada vez que entrava em um ônibus. Ah! Não é nada agradável ter que depender desse meio de transporte todos os dias, principalmente em horários de pico.Utilizar o transporte público no percurso casa – faculdade - trabalho fez com que eu saísse da minha comodidade para a auto-escola.Finalmente consegui o que queria meu sonho se tornara uma realidade.Porém ter uma CNH não significa ter um carro e o meu sonho precisava de uma continuidade.Comecei a sonhar em ter um carro. Queria muito que 2010 fosse o ano em que este sonho se realizaria.Fiquei algum tempo em casa desempregada e, portanto sem precisar utilizar o transporte público. Não me lembrei hora nenhuma do desconforto de “andar de ônibus”. Cada vez que precisava pegava o carro do meu pai emprestado e estava tudo tranqüilo. Finalmente comecei a trabalhar. Levantei cedo…