terça-feira, 8 de setembro de 2009

Vencer com Dignidade

É... Mais uma vez tenho que voltar ao futebol. Desta vez o cenário se desenrolou no estádio Gigante de Arroyto em Rosário na Argentina.
Neste cenário marcado por muita rivalidade e expectativa o Brasil venceu a seleção Argentina de futebol com um resultado de 3x1.
Porém o que me surpreendeu foi a exorbitante expectativa argentina de derrotar o Brasil. Muitos torcedores saíram de suas casas três dias antes da partida para garantir um lugar na fila de ingressos no estádio.
Fiquei observando os comentários decorrentes desses dias, foram muitas provocações pronunciadas com um peso de competição acirrada. Foram três dias que estes torcedores se privaram de conforto, alimentação correta, uma boa higiene pessoal, convivência familiar a fim de que? Garantir que veriam a seleção brasileira de futebol ser “esmagada” pela seleção de Diego Maradona!
Claro que uma vitória no futebol alegra qualquer brasileiro e nos faz sentir orgulhosos.
No entanto soube das reações daqueles torcedores argentinos. Após perceberem que sua seleção já havia perdido a chance de recuperar o resultado do jogo – um a um começaram a deixar o estádio.
O que fez esses torcedores abandonarem o estádio antes do resultado final? Não estavam ali para apoiar seus jogadores? A razão de estarem no estádio após três dias de acampamento não era de dizer que eles apoiavam e torciam pela seleção argentina? Aquele ao meu ponto de vista era o momento de realmente demonstrar sua paixão para com sua nação.
Isso me fez lembrar o assunto que discutíamos sábado passado. Paixão!
Não foi a paixão pelo futebol argentino que levaram a agir com entusiasmo excessivo?
Mas... A paixão se perdeu quando o time falhou? Que sentimento é esse que faz o torcedor abandonar seu time quando este precisa de apoio?
Se é lícito aproveitar esse texto para trazer uma reflexão para hoje, pense...
O amor que você demonstra para com sua família está baseado somente nas conquistas?
O amor que você demonstra por Cristo se baseia somente no que ele pode te dar?
O amor que você demonstra pela vida só consegue ser percebido quando tudo vai bem?
Ou eu e você somos apaixonados (e como diz a definição temos um amor intenso e excessivo) ou precisamos repensar nossos sentimentos.
As vitórias sempre nos alegram, nos deixam eufóricos e vibrantes, mas nas derrotas sempre teremos uma oportunidade de aprendizado. Sempre teremos uma oportunidade de crescimento e maturidade que nos fará um pouco mais adiante saborear com integridade e dignidade novas vitórias.