terça-feira, 24 de junho de 2008

Despertar de um Vulcão

Dia 02 de maio de 2008, dia normal para muitos, porém para outros no sul do Chile seria um dia para marcar a história.
Por muitos e muitos anos viveu adormecido acima de um maciço de rocha a 962 metros de altitude o vulcão Chaitén.
Próximo a ele se formou vilarejos. Muitos ouviram histórias sobre aquele monumento da natureza. A rotina da cidade era normal como qualquer outra.
A população estava acostumada com a informação de que a qualquer momento podia acontecer o despertar do vulcão.
Esse acontecimento chamou a minha atenção para mais uma vez falar de sonhos.
Tenho sido persistente em falar sobre esse assunto e talvez reflita uma “luta” dentro de mim... A de não me acostumar com sonhos e deixar que vivam por muitos e muitos anos adormecidos.
Você já parou para pensar sobre isso?
Quantos sonhos você deixou esquecido por se achar incapaz de realizá-lo?
As pessoas ao seu redor já ouviram sobre seus sonhos e por um tempo acreditaram que você estava com força total para realizá-los... Mas até mesmo eles já se acostumaram com seus sonhos adormecidos.
Mas, voltando para a história do Chile, o vulcão despertou. Os habitantes dos vilarejos que se formaram nas proximidades das áreas de risco tiveram que desocupar as suas casas e se abrigarem em lugares seguros. As lavas e material vulcânico se espalharam e apesar de que para muitos em todos os lugares do mundo o dia 02 de maio deste ano tenha sido dia de alegria e festa, para outros foi o dia que o vulcão despertou. Para estes a partir deste dia nada mais será igual.
Essa história me faz pensar que é preciso impactar as pessoas com a “força de um vulcão” (quando falo impactar, estou dizendo para o bom sentido).
Quanta diferença poderei fazer quando os sonhos adormecidos voltarem a atividade.
Assim como a lava corre queimando e espalhando material vulcânico, formando rochas, desejo que meus sonhos e ações corram por minha família, alcance amigos e aqueles que estão desesperançosos... Como a lava... Levar a fé e a esperança.
Desejo ver atrás de mim um caminho marcado pelos sonhos realizados que influenciaram outros a sonharem...
Que os meus e os seus sonhos hoje possam ser despertados na força que há em Cristo Jesus, fundamentados nesta Rocha inabalável poderemos impactar os nossos familiares, amigos e todos que estão ao nosso redor.



“Aos cidadãos do Chile meus cumprimentos e aos que deixaram suas casas e bens... desejo que Deus lhes conceda graça e misericórdia neste tempo. – Hebreus 4:16. Não deixem adormecer a fé e a esperança” Recebam um forte abraço.