sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Vivências

Lembro-me de ficar surpresa ao saber que um adulto tinha 30 ou mais anos de idade. Minha inocência de criança apontava uma realidade muito distante. Eu imaginava que uma pessoa que tinha aquela idade era muito velha. 
E agora eu estou na casa dos 30...
Quando um adulto dava um tapinha na minha cabeça e me perguntava o que queria ser quando crescesse, não fazia ideia do que aquilo significava. O tempo passou, escolhi minha profissão. Especializei-me.
E agora sou eu uma das pessoas que replico a pergunta...
Ficava “revoltada” quando ouvia um adulto dizer que me viu nascer. Não entendia o que aquelas palavras significavam, elas me soavam mal.
Agora eu tenho falado isto por tantas vezes porque de fato muitas das crianças, que vi nascerem, são hoje maiores que eu...
Não entendia a moral da frase: meu corpo tem tal idade, mas minha mente tem tal.
Agora eu entendo!
O tempo é um exímio professor. A experiência da vida é algo de muito valor. 
Quando criança disse a muitos adultos: você não é meu pai e você não é a minha mãe.
Uau! O tempo me havia reservado estas palavras para que eu soubesse como são doídas de ouvir. 
O que dizer das palavras: “você vai entender quando tiver a minha idade”. Há há há... Pensava ironicamente: Quando tiver a sua idade? 
Pois é, pois é...
É interessante amadurecer. A juventude é um presente de Deus, mas, já imaginou ser criança ou adolescente com a maturidade que tem hoje? Muito louco, não?
Descubro-me adulta, responsável e prudente. Diferente do que se possa imaginar, não tenho vontade de voltar no tempo. Acredito que cheguei onde minhas experiências me encaminharam e isto é bom. Deus tem me dado oportunidades de aprendizado e me mostrado um caminho mais excelente a seguir, então, por que retroceder?
Daqui para frente virão as experiências da velhice, se Deus me permitir, quero com alegria viver para provar a beleza deste tempo.
Já ouvi tantas vezes e concordo: A única maneira de não envelhecer é morrer jovem. 
Mas, a bem da verdade tenho que concordar com os mais velhos, a mente tem muito mais jovialidade do que o corpo. É estranho, é engraçado e, talvez seja este o “segredo da felicidade”. 
Que o meu bom Deus me ajude a ser uma adulta melhor para chegar à velhice bem disposta!
Rumo aos 32...

domingo, 19 de outubro de 2014

Auriflama SP

Estivemos na AIDB de Auriflama louvando ao Senhor Jesus neste sábado. O culto foi uma benção. Deus seja louvado!



O 1° Chá...

Chá das Mulheres AIDB Auriflama - SP

Parabéns irmãs, o evento foi uma benção! A decoração estava muito bonita,
a recepção "calorosa", as dinâmicas e mensagens estava tudo muito bom!




Deus recompense a cada uma segundo o seu trabalho e que haja frutos para a glória do Senhor Jesus!