sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Amizade

"A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem a alegria da companhia; está na inspiração que vem quando você descobre que alguém acredita e está disposto a confiar em você." Ralph Waldo Emerson

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Exercendo a hospitalidade

Ontem tivemos um bom culto na AIDB - Uberlândia. Recebemos a visita do Bispo Raul Alvear, sua esposa missionária Janice, filho, genro e alguns "brothers and sisters" norte americanos.
Ficamos gratos com a visita.
Quero agradecer a todos os irmãos de Uberlândia que se prontificaram a ajudar na recepção. Deus vos abençoe e recompense!

 “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, 
não o sabendo, hospedaram anjos”
Hebreus cap. 13:2



segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Anjos

Quando se fala em anjo a primeira imagem que nos vem à mente é a de um ser resplandecente semelhante aos homens com grandes asas, não é?
Eles são mensageiros de Deus, assistentes de sua vontade.
Entre suas funções estão a de guiar, orientar, proteger e fortalecer os seres humanos em nome de Deus.
Encontramos no livro de Hebreus cap. 13 e verso 2 uma observação interessante a respeito de anjos: “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos”.
Bem, se alguns hospedaram anjos sem saber é porque estes tais se apresentaram na semelhança de homens comuns e é sobre isto que quero falar.
Alguma vez você já disse para alguém que lhe prestou ajuda: “você é um anjo!”?
Eu tenho viva esta lembrança: “o examinador do detran”, “o entregador de compras” e recentemente o “homem do guincho”.
Aconteceu fim de semana retrasado. Estávamos seguindo viagem rumo a Sumaré. Eu e os demais passageiros da Sprinter estávamos cantando, alegres e despreocupados quando meu pai, o motorista, nos avisou que estávamos com problema.
Assim que o veículo parou sentimos o cheiro forte da fumaça. Estávamos rodando sem água, apesar de que este problema já havia sido resolvido. Graças a Deus estávamos em uma pista pedagiada. Meu irmão e outro jovem saíram para encontrar um telefone a fim de pedir ajuda.
Menos de 10 minutos parou um guincho para nos auxiliar. Foi muito rápido. O “homem do guincho” não foi solicitado, mas ele se dispôs a ajudar assim que nos viu parados na estrada. Ele nos levou até o posto de combustível para que fosse colocado água na Sprinter. Não ficou só por aí. Ele seguiu conosco até a portaria da Estância Árvore da Vida o nosso destino. Ele foi um anjo do Senhor! Não se preocupou em cobrar pelo serviço, não se incomodou em nos ajudar, mas esteve pronto, disponível.
Meu coração ficou comovido com este acontecimento. Coincidência? Para os céticos sim. Para mim, foi o socorro de Deus através de um anjo.

Obrigada Senhor Jesus!