sábado, 21 de abril de 2012

O Senhor é o meu refúgio

Clique na imagem para ampliar.
Tenham um Bom Fim de Semana!

terça-feira, 17 de abril de 2012

Observações

Tenho estudado nos últimos dias uma disciplina chamada Inteligência Comportamental. Foi uma grata surpresa deparar-me inicialmente com esta matéria na especialização em Gestão da Criatividade e Inovação. Percebi que havia trabalhado com o grupo de jovens, quando em Uberlândia, vários conceitos abordados no curso. O que me deixou muito feliz.
Acredito que todo indivíduo para se desenvolver precisa trabalhar o autoconhecimento o que significa que ele precisa saber quem é, qual é a sua origem, qual é o propósito de sua existência, quais são suas habilidades e por fim qual é o seu destino; aonde quer chegar.
Outro aspecto importante no desenvolvimento humano é a percepção das coisas; a maneira como você adquire o conhecimento e está ligada à genética, à educação e às experiências de cada indivíduo.
Gosto de olhar para a bíblia sagrada e observar como essas coisas aconteciam com os chamados heróis da fé. Como esses homens e mulheres percebiam as coisas, como eles se conheciam, como era o relacionamento deles com Deus, quais as habilidades que desenvolviam e quais eram os objetivos que tinham. Observo também como aprendiam com os erros (e como erraram!) e como expandiam suas visões.
Interessante que os heróis da fé não eram dotados de super poderes como nas HQs. (histórias em quadrinhos). Porém, todos eles estabeleceram uma relação de total confiança em Deus que permitia a realização de feitos extraordinários. Deus lhes capacitava, mas eles primeiro se posicionavam diante das adversidades de acordo com a percepção adquirida desse relacionamento de confiança em Deus.
Se notar o que aconteceu em vários momentos na história bíblica perceberá o que estou dizendo. A começar por Abraão. Discorreria sobre muitas histórias facilmente observando aspectos na vida desses homens e mulheres que são exemplos para nós.
O que eles fizeram de tão extraodinário que podemos copiar para nós? Como adquiriram relacionamento com Deus? Qual poder operava neles? Como traçavam suas estratégias? Como expandiam suas visões?
Oseias dá uma pista importante no cap. 6 verso 3 dizendo: conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor...  Precisamos estar dispostos a conhecer e não parar por aí, mas, prosseguir conhecendo ao Senhor. Amadurecendo o relacionamento com Deus e estabelecendo uma relação de confiança exercitando nossas habilidades e agindo de maneira a alcançarmos a estatura de varão perfeito.