quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Francamente!

Ester, ester! Como gostaria de convidá-la para uma conversa!
Algo do tipo "chá para mulheres". Um bate-papo onde você teria a palavra.
Gostaria que além de bons modos e cuidados com a beleza, ensinasse nossas jovens a se valorizarem. Sua humildade, ousadia, sabedoria e estratégias, temor a Deus e amor ao seu povo são exemplos de uma grande mulher.
Ter sido órfã não lhe atrapalhou na formação de um bom caráter e nem o ser criada por um homem lhe roubou a feminilidade.
No palácio não lançou fora sua identidade mesmo podendo viver uma novidade de vida.
Ao ser confrontada com uma terrível notícia reconsiderou os conselhos de seu tio e fez o que seu coração em temor lhe direcionou a fazer. 
Seria bom ter você conosco para um bate-papo!
Talvez fosse difícil conquistar a atenção de nossa juventude. As coisas mudaram...
Certamente algumas mulheres prefeririam uma vídeo conferência a tê-la conosco pessoalmente.
É... infelizmente o mundo virtual distancia as pessoas de relacionamentos presenciais, acoberta a transparência na comunicação interpessoal.
Mas, acredito que alguém a ouvindo consideraria suas palavras, afinal em meio a tantos, sempre existirão os que fazem a diferença, não é?
Você é exemplo disso.
Sempre existirão aqueles que não se submetem ao padrão normal da sociedade negociando seu valor.
Sempre existirá uma Ester, Rute, Maria, José...
Mas, tudo bem. Um dia nos veremos na eternidade e teremos tempo para conversar.
...Repouso a bíblia na cabeceira e olho-me no espelho.
Nenhuma semelhança com a realeza, nem traços judaicos, nem muita delicadeza. 
Apenas uma pessoa qualquer em tempos modernos tentando viver o momento. Felizarda. Uma família abençoada por Deus. Ensinada no temor do Senhor. 
Enfrentando a era de novos Hamãs...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Esboço

"A questão é entender a mim mesmo, enxergar o que Deus realmente quer que eu faça... encontrar a idéia pela qual eu possa viver e morrer." SØren Kierkegaard