sábado, 28 de abril de 2012

Vale o papel?

"Nenhum plano vale o papel em que é impresso a menos que faça você se mexer." William Danforth

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Obrigada!

Crônicas Reflexivas no Blog da Juh. Obrigada pelo carinho! Abraços!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Escadas

Alguma vez você já deixou de fazer alguma coisa porque para fazê-la teria que enfrentar uma escada?
É provável que todos já tenhamos passado por isso. Alguns por causa da dificuldade de mobilidade outros por falta de disposição mesmo.
Escada é um recurso interessante para se conseguir acesso a diferentes planos, útil sem sombra de dúvida. Porém venhamos e convenhamos não é necessariamente um convite agradável quando se tem a opção de acesso por meio de elevador, não é mesmo?
Interessante observar que em alguns casos a única opção que se tem para elevar-se são as escadas.  Em edifícios de vários andares sempre existe a opção de elevadores no entanto é obrigatória a presença de escadas.
Por favor, não se canse, siga comigo nessa reflexão...
Elevadores são facilitadores, porém oferecem riscos maiores do que escadas podem eventualmente apresentar.
O sucesso é comparado muitas vezes a escadas que se dá numa série de degraus. Para se alcançar níveis elevados é preciso estar disposto a galgar degrau por degrau.
Muitas vezes nos cansamos no meio do caminho, ficamos ofegantes, olhamos para o topo e analisamos se vale a pena continuar. (Quase sempre o que vale a pena está no topo)
Outras vezes antes de encarar uma escada perdemos tempo (precioso) olhando em volta a fim de encontrarmos o elevador, certos de que esse facilitador nos permitirá chegar ao “topo” mais rapidamente sem que nos cansemos. O problema é que pode acontecer do elevador enguiçar...
Talvez hoje seja um daqueles dias que subir mais um degrau requer muita força de vontade. Descer não é vantajoso, mas falta-lhe disposição para continuar...
Não faz mal diminuir o ritmo da subida. Para isso existem os patamares. O importante é permanecer firme ao seu propósito de alcançar o topo.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Lembrança que traz esperança

"[...] Fiz muitas orações para as quais, ao que parecia, nenhuma resposta viria 
Não obstante, esperei com paciência e por muito tempo.
Mas veio o suficiente de respostas para minhas orações
Para fazer-me continuar orar. [...]"


trecho do poema "I don't regret a mile" de Howard Goodman