Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sinto a maresia

Eu nasci em Uberlândia, uma cidade do interior de Minas Gerais no sudeste do país. É o segundo município mais populoso do estado. A vegetação da região é predominantemente cerrado. Nasci no perímetro urbano e cresci ainda com liberdade de brincar na rua antes da frota de carros se proliferar. Minha infância foi regada a brincadeiras no tempo em que crianças corriam pulavam, giravam enfim, sabe o que quero dizer né? Eu e minha família aproveitávamos nossos fins de semana ou feriados para nos distanciarmos da cidade. Trocávamos as vias asfaltadas pelas estradas de terra, e o burburinho da cidade pelos cantos dos pássaros nas fazendas de familiares ou municípios ainda menores que minha cidade natal. Tive uma infância feliz e sempre fui sonhadora.  Lembro-me de quando viajei pela primeira vez para o litoral. Não foi uma viagem programada. Meu tio Manoel era quem estava no comando daquele passeio. Regressávamos de uma conferência de jovens e na verdade desviamos do nosso caminho para fazer …
Postagens recentes

Meu dia natalício

É novembro e meu aniversário está se aproximando. Uau! O ano voou novamente. Os dias estão passando rápido. Nesta época minha mente sofre um tsunami de pensamentos e meu coração um terremoto de emoções. Inevitavelmente analiso a minha vida e tento ponderar sobre o que tenho feito conquistado, perdido, experimentado e assim são os dias que antecedem meu dia natalício. Não raras vezes me pego pensando sobre o meu passado e criando expectativas sobre o meu futuro enquanto dirijo meu carro a caminho do escritório ou assentada atrás do computador no intervalo de um projeto para o outro. Meu travesseiro se pudesse dizer diria: bem vindos pensamentos, vamos dançar? Pois, quando me deito para descansar eu consigo trabalhar mais que o dia todo desenvolvendo projetos.  Abro o álbum de recordações e descubro que aquela criança com olhos sonhadores e um sorriso marcado por covinhas conquistou muitos sonhos. Os desenhos rabiscados numa simples folha sulfite se transformaram em projetos reais em um s…

Um sinal seguro

Você se lembra da história de Raabe? Bem, é sobre parte desta história que quero refletir. Esta personagem aparece logo após a morte do líder de Israel, Moisés. É estranho como tudo acontece. Dois homens enviados por Josué a espiar Jericó chegam à cidade e vão parar na casa dela, uma prostituta, e lá eles dormem. Eu não sei o que pensar disto a não ser pelo restante da narrativa, Deus tinha um propósito de salvá-la e a sua família também.  A notícia da estadia daqueles dois homens em Jericó se espalha rapidamente e chega aos ouvidos do rei que os manda trazer à sua presença. Raabe corajosamente os esconde e preserva suas vidas. E antes de despedir-se dos seus hospedes espiões, ela faz um pedido interessante. Ciente que eles tomariam sua cidade juntamente com os israelitas ela pede que ela e sua família seja preservada e para tal implora por um sinal seguro de que isto lhe seria feito. Eu gosto da maneira como ela desejou garantia de sua segurança. Não bastava uma palavra ou um aperto de …

Ele tem um plano!

Algumas vezes, após situações adversas por que passei, ouvi pessoas dizendo que certamente Deus tinha um plano para minha vida. O livramento que recebi e a forma como me saí de tais circunstancias as fizeram crer que Deus estava me guardando de algo pior para preservar um plano que ele tinha para mim. E assim eu creio. Creio que Deus é Deus de propósitos e tudo que faz tem uma razão. Sim, eu creio que todas as coisas foram criadas por Ele. (Colossenses 1:16-17). Eu acredito que Deus tem um plano para cada um de nós e esta é a razão pela qual fomos criados, para cumprir a sua vontade. Não creio que o fato de eu vir a existir está relacionado a falha dos meus pais em evitar uma gravidez. Existem vários métodos contraceptivos, várias formas de se evitar uma gestação. Existe um grande mistério da parte de Deus para esta questão. Quantas pessoas aparentemente despreparadas e ‘sem juízo’ que tem uma facilidade para engravidar enquanto outras totalmente ‘aptas’ para criar uma criança que não …

Impulsionada por Deus

Cheguei ao aeroporto com um pouquinho de folga antes do embarque. Eu estava animada em ir à cafeteria Starbucks já que em minha cidade não tem dela. Queria experimentar uma nova opção de bebida anunciada. Enquanto eu aguardava os atendentes chamarem meu nome fui abordada por um adolescente que me pediu dinheiro dizendo estar com fome. Normalmente eu não ajudo com o dinheiro em espécie. Tenho dificuldade em dar esmolas e preferencialmente eu daria a comida no lugar do dinheiro, mas naquele momento eu pensei: ok eu vou ajudar. Não questionei se o rapazinho compraria a comida mesmo ou estaria mentindo para mim. Só dei o dinheiro e fiquei em paz. Eu não agi como de costume. Bem eu sei que em algumas situações nós somos impulsionados a agir de maneira diferente do que o normal. Sem alguma razão aparente ou uma explicação fazemos algo espontâneo, com disposição, inesperado e seguimos nosso caminho com paz no coração. Eu acredito que Deus é quem nos dá estes impulsos para ajudar ou encorajar …

Qual é a sua posição?

Tive a oportunidade de ler um livro há muito tempo que me inspirou de maneira muito significativa. Trata-se de um comentário minucioso do livro bíblico Neemias. Apaixonei-me por esse personagem e por sua ousadia, liderança eficaz e eficiência. Não sei dizer quantas vezes já mencionei as palavras contidas naquele livro, mas posso assegurar-te que ele mudou minha percepção de liderança e continua a me inspirar. Ele faz uma observação interessante (dentre tantas) e nos chama a atenção para um grupo de judeus no cap. 4 que não estavam envolvidos na construção dos muros. Eram mercadores que saiam da cidade para compra de produtos longe dos portões e voltavam para a cidade depois de comprar e negociar com outros “povos”. Estes outros judeus por conta do trânsito que faziam levavam para dentro dos portões notícias dos inimigos. Eles foram responsáveis em dado momento por espalhar a descrença entre aqueles que já estavam cansados fisicamente de trabalhar na construção dos muros. Aqueles que ded…

Recompensa adiada

Você já comprou algum produto da China através de um site famoso? Acredito que na sua mente você disse o nome do site, não é mesmo? Eu relutei para comprar algo, mas cedi e resolvi dar uma chance. Escolhi dois produtos para o teste. São utensílios de cozinha que frequentemente tenho a necessidade de usar. Concluí meu pedido e estou na espera desde o inicio do mês de julho. Não acredito que fiz isto! Sério. Eu não sou destas pessoas que conseguem esperar pacientemente por algo. Não mesmo. Eu tenho a tendência de pesquisar um produto por meses, verificar a melhor condição de compra e preferencialmente pago à vista. Nunca gostei de compras parceladas e divida em meu nome é algo que me deixa extremamente desconfortável. Sou bem chata com minhas finanças.  Sei que poderia ter comprado produtos similares no Brasil. Teria pagado bem mais caro, mas sairia da loja com a mercadoria em mãos. Mas, eu queria experimentar, principalmente a minha reação de esperar por um produto por tanto tempo. Nenhu…