Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 18, 2009

Há Cura!

Temos a consciência da necessidade de cuidar da saúde. Porém desconheço alguém que goste de ir ao médico periodicamente. Poderia entender uma pessoa que está bem, não sente nenhuma anormalidade, cuidar do bom estado de sua saúde visitando seu médico de seis em seis meses para exames de rotina e prevenção de doenças.
Mas, por outro lado, alguém que começa a sofrer sintomas de doenças sempre reluta buscar de imediato uma resposta, esperando algum tempo para ver se os sintomas desaparecem sem que o médico seja consultado. Não é assim?
Embora não deveria, demoramos buscar o médico porque tememos o diagnostico, tememos a dor, tememos as doenças, tememos o assombro.
Ficamos cegos ao fato de que o médico tem o conhecimento para nos fornecer ajuda, remédios para alívio das dores, tratamento para a recuperação da saúde, aparelhos para correção de problemas, enfim respostas que nós não temos.
Infelizmente algumas vezes preferimos a doença a sofrer a dor da intervenção médica para a cura, concorda?
E…

Cheiro ou Odor?

Três meses se passaram e confesso, já havia me esquecido como é que é usar o transporte coletivo.
Não estava com saudades, mas o fato é que as férias acabaram e precisei de novo utilizar desse meio para trabalhar.
Depois que se tem carteira de habilitação e carro disponível fica difícil utilizar ônibus, concorda?
O problema não está no veículo (a frota de ônibus em Uberlândia é toda nova), mas o tempo de espera no ponto, as lotações, os cheiros – Os cheiros gente! Melhor ser verdadeira e dizer odores, né?
Havia me esquecido completamente disso.
No primeiro dia de retorno me lembrei como nosso olfato é testado dentro de um transporte coletivo, de manhã de tarde e de noite, meu Deus!
Se fosse pelo menos por causa dos perfumes adocicados das mulheres ou dos perfumes madeirados dos homens (entende?) tudo bem, não poderia reclamar, mas não é assim.
Tem aqueles odores...
Tendo essas memórias na cabeça ouvi o pregador dizendo ontem sobre o cheiro de Cristo.
E graças a Deus, que sempre nos faz triunf…