terça-feira, 22 de julho de 2014

Flores em vida

Recentemente estive numa floricultura para comprar flores com o objetivo de ornamentar o salão da igreja para o aniversário da minha mãe.
Era uma quinta-feira de manhã. A distribuidora estava lotada. Era dia de chegada de mercadoria. 
Com dificuldade para receber atendimento dei umas voltas pela floricultura. É um lugar gostoso para se passear. Avistei as flores que queria e escolhi dois maços de ‘flores do campo’. 


Meu pai aproveitou para comprar flores também e presentear minha mãe. Sugeri que ele pedisse um embrulho. Ele concordou e me deixou aguardando o atendimento.
Diante de uma grande mesa de granito havia uma mulher trabalhando muito concentrada. Olhei de longe e vi que ela estava montando uma faixa para uma coroa. 
Hum, não consegui segurar a surpresa e disse: Você não está fazendo uma boa coisa, não é? 
Ela sorriu sem graça e concordou e em seguida me atendeu.


Sai dali ainda mais feliz por poder ter comigo a minha mãe que na ocasião completava mais um ano de vida. Quantos livramentos nosso Deus tem nos dado!
Lembrei-me de uma música que diz: 
“Não posso me esquecer, tenho que oferecer flores em Vida...”.
Sou consciente da nossa tendência de nos acomodarmos. Mas, é muito triste oferecer flores numa coroa, não é?
Hoje é dia de oferecer flores, enquanto há vida. E, não somente flores... Hoje é dia e ainda há tempo para se fazer algo.
“Porque não te louvará a sepultura, nem a morte te glorificará; nem esperarão em tua verdade os que descem à cova. O vivente, o vivente, esse te louvará, como eu hoje o faço; o pai aos filhos fará notória a tua verdade”. Isaías 38:18-19



Nenhum comentário: