segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Sonhos

Sabe aquele sonho bom que você fica super animada(o) para saber o final? 
Sabe quando você está quase chegando lá e de repente alguém te acorda?
É tão irritante não é? Não sei você, mas eu fico pensando nas possibilidades durante o restante do dia.
Eu acho que sou curiosa. (alguém se indignou com minha dúvida agora...)
Já tive sonhos maravilhosos. Alguns deles por causa do lugar, outros por causa do evento, outros por causa das pessoas, outros por causa das emoções e muitos deles não chegaram ao final porque alguém me despertou.
É bem verdade que os sonhos que sonhamos dormindo, na sua maioria, não nos levam a lugar algum. O fato é que só conseguimos agir e mudar o que está ao nosso alcance quando estamos bem acordados.
Quando penso em sonho e realização não consigo ignorar a história do rei Salomão. Sabe por quê?
Porque ‘Em Gibeom o Senhor apareceu a Salomão num sonho, à noite, e lhe disse: "Peça-me o que quiser, e eu lhe darei"’. 1 Rs 3:5
Creio que você se lembra desta história. Salomão pediu ao Senhor sabedoria e seu pedido foi concedido. Ele foi muito mais sábio do que todos que reinaram antes dele.
Por esta razão mencionei “na sua maioria” ao dizer que os sonhos que sonhamos dormindo não nos levam a lugar algum. Pode ser que alguns deles sejam espirituais como foi com Salomão e José.
Neste caso acredito que ninguém poderá impedir o sonho de chegar ao fim. Muitas vezes pela manhã ouvi meu pai ao telefone sendo indagado a respeito de sonhos. Por ser pastor muitas pessoas o procuram para saber se seus sonhos tem algum sentido espiritual. Não que ele possa interpretar sonhos, só Deus pode.
A diferença de um sonho comum e um sonho espiritual é que o espiritual se cumprirá não importa tempo ou circunstancia. José demorou alguns anos para ver seus sonhos realizados, Salomão nem tanto. Porém ambos não ficaram em dúvida sobre os sonhos que tiveram. 
Tenho alguns sonhos guardados no coração e sei que eles não foram apenas sonhos bons, eles guardam promessas que se cumprirão. O bom nisto é que por mais que o tempo passe e as circunstâncias apareçam, o sonho continua nítido – vivo no coração. 
E então? Você tem sonhos guardados no coração?

Nenhum comentário: