segunda-feira, 11 de março de 2013

Graças a Deus pelas orações não respondidas!

Será quantas vezes ouvi esta expressão? Não faço a mínima ideia! Tenho escutado de pastores, obreiros, missionários, membros, homens e mulheres. Pessoas que já viveram muitas experiências com Deus, porque só quem tem história com Ele pode reconhecer suas misericórdias nas orações não respondidas.
Nesta semana me peguei exclamando muitas vezes esta expressão. Meu Deus! Nunca senti tanta paz e segurança nas orações não respondidas como tenho sentido agora. Sei que quando oramos temos algumas opções de respostas: SIM (a que mais gostamos de ouvir e pela qual estamos dispostos muitas vezes a orar...) NÃO (esta resposta nos “frustra” e incrivelmente sentimos quando a ouviremos o que muitas vezes não deveria, mas nos desanima de orar) e ESPERA! (ai! Esta tira o sono em muitas situações). Acredito que muitas orações não respondidas tem esse tom de espera.
Quem me conhece sabe que não herdei do DNA do meu pai a habilidade de esperar... Bem que gostaria! Mas, tenho escutado de Deus muitas vezes esta resposta: ESPERA. E, voltando a expressão título desta postagem, posso ver a importância de esperar. Deus nos mostra coisas através do tempo que nos faz entender suas razões e provisões! Ele é soberano, conhece o nosso fim antes do começo, tem propósitos e planos a nosso respeito e trabalha em nossas vidas através do tempo... Como disse o pr. Marcus Gregório: para nós é tempo, para Deus é tratamento.
Que verdade maravilhosa! Obrigada Jesus pelas orações não respondidas e por suas muitas misericórdias liberada sobre nós.

Nenhum comentário: