quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Contos modernos


No inicio do ano questionei a um grupo de jovens: “- Quem é você?”
Obviamente essa pergunta não é do tipo que se obtém uma resposta rápida.
Aproximando o final do ano julgo que ainda muitos daquele grupo não conseguiram responder a minha indagação.
Infelizmente o mundo virtual nos deixou ainda mais distantes de quem somos de fato.
Muitos jovens preenchem perfis na internet constantemente e neles existem várias questões de múltiplas escolhas sobre personalidade e outros temas.
Não é necessário pensar para responder, muito menos a veracidade das informações serão verificadas.
No antigo conto de fadas a personagem perguntava-se diante de um espelho: - Espelho, espelho meu... há alguém mais bela do que eu? (Pergunta de quem está segura de sua estima...)
Porém no mundo virtual cujos jovens são maioria, as perguntas que se fazem são outras.
Como preencher o meu perfil? O que vou dizer que sou? Qual será a minha aparência aqui? Qual idade vou dizer que tenho? Qual a atividade que chamará a atenção? Qual foto “photoshopada” dá noção meu melhor ângulo?
Um conto moderno em que muitos perdem suas identidades. Não conseguem se descrever. Não amadurecem. Não têm opiniões próprias...
Quem é você?
Felizmente não é regra. Alguns percebem esse dualismo de mundos e conseguem se desvincular da virtualidade e responder a pergunta de maneira que chegam ao amadurecimento, realizam grandes feitos e projetam com inteligência o futuro. Espero que você seja um destes.

Nenhum comentário: