Pular para o conteúdo principal

Moldado Por Deus - Leitura do Mês (Julho)

É comum encontrar em jornais e revistas uma seção destinada a livros. Geralmente ali aparece uma lista com os dez mais vendidos da semana, mês e ano.
Não muito raro os livros em destaque apresentam outras fontes em que também conseguiram uma boa classificação como o famoso jornal New York Times.
E assim tomamos conhecimento dos nomes de pessoas que alcançaram sucesso no mundo editorial ou que simplesmente se cercaram de excelentes campanhas publicitárias.
Mas enfim, sempre desejei saber mais sobre os autores; como foi o início de suas carreiras, como eram seus textos, quem foram suas inspirações e quais foram seus aprendizados que os tornaram bons?
Tive uma resposta para essa minha curiosidade no início dessa semana.
Num de meus passeios habituais em uma livraria me deparei com um título interessante de autor conhecido. Na contracapa um convite irrecusável para a leitura. Comprei!

[Minha leitura do mês: Moldado por Deus do autor... (continue lendo)]
A surpresa veio logo no prefácio onde o autor explica que aquele foi o primeiro livro que escreveu. Também aproveita para contar sobre o início de sua carreira. Identifiquei-me com sua história e me animei.
Seu começo foi escrevendo artigos para um informativo. Quando ele veio para o Brasil enviado por sua igreja como missionário, encontrou tempo para rever seus textos e juntá-los num livro. Contatou várias editoras e obteve muitas recusas até encontrar uma disposta a aceitar o desafio. Ele admite que o livro encontra-se tal como ele escreveu na primeira edição. Sem polimentos. É impressionante constatar essa verdade.
Não é preciso dizer que foi rapidamente reconhecido como um bom escritor, mas quem poderia dizer que ele se tornaria Max Lucado um ótimo escritor e um exímio contador de histórias?
Hoje Max Lucado é reconhecido como um pastor evangélico e escritor que já publicou mais de setenta livros. Já vendeu mais de 70 milhões de exemplares em mais de vinte e oito idiomas em todo o mundo. Mas onde tudo começou? Escrevendo. Um texto ali e outro aqui e sendo Moldado Por Deus para desenvolver um grande propósito.
Não é possível chegar ao topo sem antes estar ao pé da montanha. Assim como não é possível subir uma escada pulando os primeiros degraus. Então...
Podemos começar a realizar o nosso sonho hoje tomando iniciativa seja ele escrever um livro ou qualquer outro. É preciso começar!

Tenha um bom fim de semana.

Comentários

A paz do Senhor irmã Daphnne!

Pra varia você escrevendo coisas boas :) (começando bem, não é mesmo?)

Acredito também nesta verdade, e em todos os lugares que vou procuro ensiná-la, principalmente em sala-de-aula. Creio que "tudo é possível" quando reconhecemos nossa capacidade, fazemos a tarefa de casa e damos tempo ao tempo.

Parabéns pela postagem.
Deus te abençoe mais uma vez.

Irmã Fernanda Lourenço

Postagens mais visitadas deste blog

O que aprendo com a gazela?

Convidada para pregar no culto de encerramento das atividades (2013) do grupo Dorcas (grupo de mulheres da AIDB-Uberlândia), me senti motivada a estudar a história desta personagem bíblica que inspirou o nome do grupo. Quem foi Dorcas? O que seu nome significa? Quais seus valores? Porque sua história motiva outras mulheres que trabalham na obra do Senhor?
O nome apresentado na história bíblica é Tabita e sua história é apresentada no contexto de sua morte. Estranho, não?
A narrativa se encontra no livro de Atos, cap.9 à partir do verso 36. E assim começa a descrição dos fatos: “E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto”.
Para um “leitor dinâmico” estes dois versos resume toda a história. A mulher existiu, era uma mulher de boas obras, ficou doente e morreu (ponto!). Porém estes dois versos mostram ape…

Encontre a resposta!

Palavras e imagens sempre foram objetos da minha curiosidade. Talvez esta seja a razão porque gosto de fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeça e resolver exercícios de lógica.  Recentemente me vi num entrave com um exercício de lógica. Quatro imagens propunham uma palavra com seis letras. A primeira imagem era de um ovo, a segunda de um bolo de aniversário, a terceira de um cachorro e a última de uma prateleira de sapatos. Fiquei por muito tempo tentando achar a lógica daquele exercício. O que tem em comum um ovo, um bolo, um cachorro e sapatos?  Tentei várias palavras e nada. Deixei o exercício de lado por algumas vezes na esperança de voltar com uma solução. ‘Quebrei a cabeça’ com aquele enigma. Estava procurando uma ligação das imagens até perceber que a lógica estava na cor e não nas imagens em si. Mudei o foco para a cor e facilmente preenchi os espaços com as letras. Interessante como fixamos os olhos no problema e deixamos de perceber a solução bem diante dos nossos olhos. Nã…

Falando sobre "Lagar"

O que Gideão fazia no lagar? Se sua resposta foi diferente de "malhando trigo" acho que não está familiarizado com a história deste homem, pois, era exatamente isso que ele estava fazendo. Mas... para que serve um lagar? Afinal de contas... onde é que se malha o trigo? Bem, não me incomodo se essas perguntas nunca lhe passaram pela cabeça. Porém, desde minha última postagem no blog tenho meditado sobre essa passagem bíblica. O lugar correto para se malhar trigo chama-se Eira que segundo o dicionário quer dizer: extensão de terreno limpo e batido, ou lajeado, onde se secam, malham, trilham e limpam cereais e legumes; Sabe porque Gideão preferiu malhar o trigo num lagar? Ele não estava disposto a perder o seu sustento para os Midianitas. Por algum tempo os midianitas consumiam todo o alimento produzido pelos israelitas. Não somente as suas plantações eram destruídas mas também o seu rebanho. Muito bem, vamos voltar ao lagar... Segundo o dicionário lagar é: tanque onde se espremem ou p…