quarta-feira, 20 de julho de 2011

Entender ou Obedecer?

Estive pensando...
Qual dentre estas dádivas é a maior? Entender ou obedecer?
Quando eu olho para a história de Abraão e Isaque me pego fazendo essa pergunta.
Abraão foi considerado amigo de Deus. Sua história é fantástica. Escolhido para ser pai na velhice, e pai de nações. Saiu de sua terra sem um destino determinado.
Lutou contra a sua esperança, crendo e em tudo deu glórias a Deus!
Ele entendeu tudo que lhe foi proposto? Não.
Prova disso foi Ismael.
Mas, a história não se deteve aí.
Que dizer de Isaque? O que ele entendia da trajetória de seu pai? Tudo?
Acredito que não.
Isso fica claro no caminho rumo ao monte Moriá.
Faltava entendimento de muitas coisas ou melhor dizendo, havia muitas perguntas internas não expressas. Perguntas sem respostas.
Entende isso?
Mas, ambos, são exemplos de obediência. Por causa disso receberam provisões maravilhosas de Deus. Mesmo sem entender!
Poderíamos inserir nesse contexto outros personagens como Jó, Jeremias, Paulo...
Todos eles tiveram questões importantes permeando suas mentes.
Não entenderam todas as situações que lhes sobreveio. Basta contar os pontos de interrogações...
Mas... Todos foram obedientes a Deus.
Tudo isso me leva a uma resposta. Melhor dádiva é obedecer do que entender.
E o que é melhor, assim como Deus propôs a Abraão uma prova que ele não pôde entender e depois lhe providenciou um escape, nós também podemos esperar que Ele nos dará uma saída. Mesmo sem responder às nossas questões.
Ele precisa explicar o seu agir? Ele explicou para Jó?
Que Deus nos capacite com a boa dádiva da obediência!

Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”.  1 Coríntios 10:13

Nenhum comentário: