sábado, 15 de janeiro de 2011

O Cajueiro do Piauí

Tenho me recordado de uma experiência que vivi em julho do ano passado quando visitei o Piauí.

Hospedamos-nos em uma casa de uma família muito simpática e passar aqueles dias com eles foi realmente um daqueles momentos que não podemos esquecer.

A região é conhecida como Malhada Alta e é uma região que vive da produção de caju.

Eu e minha irmã chegamos lá animadas para provar essa delícia de fruto ainda mais sabendo que naquela casa havia plantação de caju.

Quando chegamos avistamos uma enorme árvore, com uma copa realmente avantajada. Estava com uma aparência muito bonita, a paisagem era realmente impressionante.

Porém, para nossa surpresa naquele ano a produção de caju na região foi muito baixa e não conseguimos provar absolutamente nenhum caju.

Não ter provado cajus não fez a viagem ser ruim, mas fez falta...

Finalmente chegando ao Ceará onde demos seqüencia à nossa viagem não vimos nenhum cajueiro, porém provamos de frutos deliciosos.

Essa experiência me tem feitoeu pensar durante toda a semana.

Quando vemos uma árvore não identificamos de imediato de qual espécie se trata, a menos que sejamos um especialista no assunto.

Porém quando vemos o fruto sabemos de imediato de que espécie de árvore ele veio.

Assim também somos nós.

Jesus fez menção disso. Ele disse que pelo fruto se conhece a árvore. Mt 12:33.

Conversando com aqueles irmãos do Piauí soubemos um pouco mais sobre produção de caju, como é feita a Cajuina (refrigerante de caju muito conhecido na região do Nordeste), como é feita a seleção do fruto, o destino da polpa e da semente. Eles também falaram sobre a preparação do solo nordestino (que se difere muito do solo da região sudeste) e da experiência direta da plantação.

A árvore que não produz um bom fruto precisa ser cortada para que no seu lugar seja plantada outra que dê bom fruto afinal, o produtor precisa de uma boa colheita, pois, dela depende o seu sustento.

A bíblia nos compara a árvores e existem apenas dois tipos: a boa e a ruim.

A boa produz fruto para a vida eterna a ruim...

Que tipo de fruto produzimos?

Podemos até passarmos por árvores boas, mas o nosso fruto nos identificará.




Nenhum comentário: