Pular para o conteúdo principal

Abigail

Maria é um nome comum. Por onde se vai encontra-se uma Maria ocupando uma posição de filha, Maria esposa, Maria mãe, Maria professora, Maria aluna e tantas outras Marias. Atribui-se muitos valores a essas mulheres e seus nomes por serem comuns tornam-se um pronome possessivo. É o salgado da dona Maria, a bolsa da dona Maria e por aí vai.

Temo que se continuo nesse ritmo perderei sua atenção e não é isso o que quero nesse momento portanto deixa-me falar de uma outra mulher. Seu nome é Abigail.

Não conheço nenhuma Abigail senão a história de uma que por sábia que foi teve sua trajetória relatada no livro de II Samuel. A história começa quando o rei Davi envia seus homens à Nabal para que este lhe dê alimento e bebida para seu exercito.

Davi conhecia as possessões de Nabal, sabia que ele poderia auxiliá-lo. O rei esperava que este homem demonstrasse ao menos um pouco de gratidão por Davi que acolheu nos seus acampamentos seus pastores oferecendo abrigo e cuidado. Para um homem como Nabal aquela ajuda não era difícil de atender. Porém ele ignorou o pedido do rei. Não reconheceu o favor recebido. Não pensou nas conseqüências de seus atos.

Diante desse impasse aparece Abigail. Quando essa mulher ouviu a respeito do ocorrido seu coração se atemorizou. Imediatamente reconheceu a tolice do esposo em negar favor a quem tão bondosamente havia acolhido seus pastores. Além do mais aquele que pedia ajuda era homem de autoridade a quem deviam submissão.

Seu bom entendimento lhe fez tomar uma atitude. Preparou alimento e bebida em abundancia enviou homens ao rei e ela mesma se pôs a caminho a fim de rogar pela vida de sua família, pois soube no seu entendimento que as conseqüências dos atos impensados de seu esposo Nabal haviam sentenciado sua família a morte.

Abigail se humilhou para Davi assumindo o erro do seu esposo. Clamou pelo favor do rei. Evitou que justiça fosse feita pelas mãos dos homens. Ofereceu sua ajuda e reverteu a situação a tempo oportuno.

Resultado dessa história foi que seu esposo morreu pouco tempo depois de morte natural. Sua sabedoria, beleza e disposição chamaram a atenção de Davi a ponto de ele a tomar por esposa.

Acredito que toda mulher, seja ela Maria ou Abigail, mulher comum ou de poder, necessita se despertar para o que ocorre a sua volta. É necessário ser sensível para perceber quando sua família está em perigo e disposta para solucionar o problema.

As conquistas das mulheres através de ações revolucionarias vindas do movimento feminista são facilmente identificados. A liberdade de voto, igualdade trabalhista, participação na política são pontos favoráveis às mulheres e inquestionáveis dessa revolução, porém não podemos fechar os olhos para os pontos negativos.

Problemas familiares concorrem com problemas trabalhistas e sociais. A atenção da mulher se divide em suas muitas atividades resultando em famílias problemáticas e desestruturadas. Não se pode dizer que seja regra porem juntando uma exceção à outra exceção vemos o resultado de uma sociedade fracassada.

Portanto sejamos atentas, amorosas, sensíveis, instruídas na palavra de Deus, profissionais sem deixar de lado a família. Sejamos mulheres sábias e dispostas; Maria e Abigail; simples como a pomba e prudente como serpente. Sejamos mulheres autenticas!

Comentários

Anônimo disse…
Parabéns Daphnne
muito bom
Pr.Anísio.

Postagens mais visitadas deste blog

O que aprendo com a gazela?

Convidada para pregar no culto de encerramento das atividades (2013) do grupo Dorcas (grupo de mulheres da AIDB-Uberlândia), me senti motivada a estudar a história desta personagem bíblica que inspirou o nome do grupo. Quem foi Dorcas? O que seu nome significa? Quais seus valores? Porque sua história motiva outras mulheres que trabalham na obra do Senhor?
O nome apresentado na história bíblica é Tabita e sua história é apresentada no contexto de sua morte. Estranho, não?
A narrativa se encontra no livro de Atos, cap.9 à partir do verso 36. E assim começa a descrição dos fatos: “E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto”.
Para um “leitor dinâmico” estes dois versos resume toda a história. A mulher existiu, era uma mulher de boas obras, ficou doente e morreu (ponto!). Porém estes dois versos mostram ape…

Encontre a resposta!

Palavras e imagens sempre foram objetos da minha curiosidade. Talvez esta seja a razão porque gosto de fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeça e resolver exercícios de lógica.  Recentemente me vi num entrave com um exercício de lógica. Quatro imagens propunham uma palavra com seis letras. A primeira imagem era de um ovo, a segunda de um bolo de aniversário, a terceira de um cachorro e a última de uma prateleira de sapatos. Fiquei por muito tempo tentando achar a lógica daquele exercício. O que tem em comum um ovo, um bolo, um cachorro e sapatos?  Tentei várias palavras e nada. Deixei o exercício de lado por algumas vezes na esperança de voltar com uma solução. ‘Quebrei a cabeça’ com aquele enigma. Estava procurando uma ligação das imagens até perceber que a lógica estava na cor e não nas imagens em si. Mudei o foco para a cor e facilmente preenchi os espaços com as letras. Interessante como fixamos os olhos no problema e deixamos de perceber a solução bem diante dos nossos olhos. Nã…

Falando sobre "Lagar"

O que Gideão fazia no lagar? Se sua resposta foi diferente de "malhando trigo" acho que não está familiarizado com a história deste homem, pois, era exatamente isso que ele estava fazendo. Mas... para que serve um lagar? Afinal de contas... onde é que se malha o trigo? Bem, não me incomodo se essas perguntas nunca lhe passaram pela cabeça. Porém, desde minha última postagem no blog tenho meditado sobre essa passagem bíblica. O lugar correto para se malhar trigo chama-se Eira que segundo o dicionário quer dizer: extensão de terreno limpo e batido, ou lajeado, onde se secam, malham, trilham e limpam cereais e legumes; Sabe porque Gideão preferiu malhar o trigo num lagar? Ele não estava disposto a perder o seu sustento para os Midianitas. Por algum tempo os midianitas consumiam todo o alimento produzido pelos israelitas. Não somente as suas plantações eram destruídas mas também o seu rebanho. Muito bem, vamos voltar ao lagar... Segundo o dicionário lagar é: tanque onde se espremem ou p…