terça-feira, 3 de novembro de 2009

Mais que Tecnologia

Nada melhor para os ouvidos do que uma boa música, não é?
Lembro-me quando surgiu o aparelho que tocava MP3. Assim como muitos jovens, fiquei “doida” para adquirir um.
Afinal carregar um “discman” não era muito conveniente. Além do seu tamanho ainda tinha a desvantagem de ter que carregar pilhas reserva, mais de um CD para não cansar de ouvir um só e uma bolsa para guardar a tralha. Quem não se lembra?
Não faz tanto tempo assim que a novidade surgiu e já o número 3 caiu do galho. O MP anda acompanhado de outros números. (MP4, 5, 6...)
Agora a moda tecnológica é ouvir música, tirar fotos, ler e-mail, ver TV tudo isso em um único aparelho de tamanho compacto. A pilha dura muito mais tempo, o cartão de memória guarda muito mais arquivos e o fone é mais potente, aliás, nem é preciso usar fone.
A criança nasce e já ganha um destes brinquedinhos tecnológicos, só é preciso programar a musiquinha de ninar e o “time” para avisar a mamãe que está na hora de mamar. Exagero? Talvez, mas não demora muito para que chegue a esse nível.
É difícil acompanhar a tecnologia ao mesmo tempo é assombroso o seu avanço. Está sempre mudando, sempre atualizando e sempre valorizando...
É preciso muito teste para lançar no mercado um novo produto, muito investimento para produzir a idéia e muito marketing para vender, mas nunca falta consumidor.
O consumismo no mundo capitalista é cada vez maior; doentio até. Fico perplexa com a paranóia da sociedade em tentar desesperadamente acompanhar o desenvolvimento da tecnologia.
Se gasta muito, supervaloriza o “ter” e subestima o que é mais valoroso, o “ser”.
Mas há algo mais precioso do que a tecnologia, é super atual, porém existe há muito tempo.
Nunca muda seu valor nem mesmo com a maior inflação do mercado.
Soa como música para nossos ouvidos, mas nasceu sem campanha de publicidade.
Esse é o amor de Cristo.
Seu sacrifício na cruz para nos dar vida foi consumado com uma exclamação que se tornou a nossa canção de vitória: Está consumado!
Seu amor é incontestável, nele não há sombra de variação. Tudo ele pode fazer! Seu poder não altera com o tempo, aliás, ele tem o controle do tempo!
Embora seja tão mais especial do que a tecnologia muitos ainda resistem a sua eficácia.
Pra que segurar as tralhas que o mundo lhe oferece se você pode ser livre em Cristo?
Porque carregar consigo a carga de rancores e angustias que lhe impede de ouvir a maior canção de amor?
A maior tecnologia humana pode falhar, mas Deus não falha, nem nunca falhará.

2 comentários:

Anônimo disse...

é... cunhada! pura verdade!
O ser humano anda supervalorizando o "ter", a cada conquista material...Ah!!! Um novo objetivo para ir atrás ou melhor outro "objeto"a ser conquistado...Mas infelizmente quase não podemos ver uma busca por "ter"++++++ de Deus... E a persistencia em "ter" isso. E ainda uma outra e outra busca para algo ainda maior e melhor com o Senhor...Ahhh!!! Se o valor real às coisas de Deus fossem realmente reconhecidas teríamos um mundo melhor de se viver. E como vc disse poderíamos valorizar mais o "ser" do que o "ter" que hoje está em 1º lugar.
beijos....
Cunhada...Lu..

Josilene disse...

"A criança nasce e já ganha um destes brinquedinhos tecnológicos, só é preciso programar a musiquinha de ninar e o “time” para avisar a mamãe que está na hora de mamar. Exagero?"...só para constar: NÃO É EXAGERO! rsrsrs (essa tecnologia me salva as vezes)Essas tecnologias já existem e fazem muitos (por experiência própria) de "escravos"! A comodida oferecida pela tecnologia faz com que nos tornemos cada vez mais dependentes!
Porque não nos acostumarmos a ter sempre a presença de Deus em nossas vidas a tal ponto de dizer: "Não consigo ficar nem ao menos um dia sem tê-lo/senti-lo"?

Abraços