terça-feira, 17 de junho de 2014

Tudo vai bem

No livro de 2 Rs cap. 4 encontramos uma história muito interessante cuja personagem central é a mulher sunamita. Primeiramente ela percebe a presença do profeta Eliseu. Posteriormente ela e seu marido o recebem em casa. Devido as frequentes passagens do profeta por ali a mulher e seu marido oferecem um quarto para o repouso dele. Eliseu em agradecimento profetiza um filho para o casal. Tempos depois a criança nasce. 
A partir do verso 18 deste mesmo capítulo, a história toma um rumo dramático. A criança adoece e morre nas mãos da mulher sunamita. E então percebo uma grande lição.
A mulher repousa a criança sem vida na cama do profeta, fecha a porta e sai-lhe ao encontro. No caminho ela encontra com seu marido. Ele pergunta se está tudo bem ao que ela responde: tudo vai bem. Em seguida Geazi, servo de Eliseu, vai ao seu encontro e novamente vem a pergunta: vai tudo bem contigo? A resposta é a mesma: vai bem. E então chegando a presença do profeta é que a sunamita apresenta seu problema.
Gosto de observar esta resposta aparentemente paradoxal. Como pode dizer: vai tudo bem, quando na verdade a coisa não está nada bem? É uma mentira? É uma grosseria? O que tem nesta resposta que me intriga?
Entendo que a grande lição é o foco. A mulher sunamita sabia a quem devia recorrer. No entendimento dela o profeta era o responsável por aquela situação, afinal ele profetizou sobre aquela criança. Seu marido não poderia intervir nem Geazi poderia ajuda-la e parar para conversar tanto com um quanto com outro era perder tempo. Ela precisava chegar à presença de Eliseu e o tempo era um fator importante.
Infelizmente quando temos um problema é fácil encontrar pessoas no caminho que nos fazem perder tempo com especulações. Faz isso, faz aquilo... Tem um jeitinho brasileiro para toda e qualquer situação...
O importante, no entanto é saber a quem recorrer. Focar a solução e fugir das especulações. No caso da sunamita a solução era Eliseu. Ele era um mensageiro de Deus. A comunicação com o todo poderoso... E, este Deus é o mesmo hoje. Ele é a solução e está pronto a atender o seu clamor. 
E então? Vai tudo bem contigo? A resposta para qualquer um pode ser: Sim. Vai tudo bem! Para Deus, no entanto, você pode se abrir com segurança. Ele é a solução. Não perca tempo. Seja direto com quem pode de fato te ajudar: Jesus Cristo.

Nenhum comentário: