sábado, 24 de maio de 2014

Tente um pouco mais

Qual o limite para se tentar algo?
Não sei se existe uma resposta concisa para esta pergunta...
Já tentei tantas coisas e por tantas vezes.
Entrar numa universidade federal (enfrentando a prova de habilidade específica, primeira e segunda fase), Obter minha CNH (sem admitir a possibilidade de pagar propina) e o ingresso numa pós-graduação são alguns exemplos de coisas que tive que tentar mais de uma vez.
E na cozinha? Já testei receitas específicas mais de três vezes até ‘acertar a mão’. É como assumir para si um desafio a ser vencido. Um objetivo a ser alcançado.
Por algumas vezes encarei esta característica como defeito. Dizia: sou teimosa. Porém descobri que tentar uma coisa por varias vezes pode ser traduzido como persistência, firmeza, perseverança.
Opa, perseverança? Esta característica é entendida como virtude.
Então, temos uma linha tênue entre defeito e virtude – insistência e perseverança.
O que vamos alcançar com aquilo no qual empregamos esforço? Nos acrescentará experiência? É algo de valor (alem do monetário)? 
Perseverança é sem dúvida uma virtude. Talvez ela se mostre mais excelente ainda neste momento em que tudo é tão acelerado evidenciado pelos avanços tecnológicos.
A bíblia nos instrui a respeito da perseverança. Ela nos diz que devemos perseverar na oração (Lc 18), que o reino dos céus é tomado por esforço (Mt 11:12), que depois de fazer tudo devemos nos manter firmes(Ef 6:13).
É necessário tentar, tentar e tentar. Quanto mais valor tiver aquilo que você almeja, mais valerá o esforço de tentar. E quando finalmente você alcançar o que almeja, então saberá o real valor que aquilo possui.

Se ‘vale a pena’, então tente um pouco mais hoje amanhã e depois. Não desista!

Nenhum comentário: