Pular para o conteúdo principal

Conforme combinado...

Algumas irmãs me pediram para postar o estudo que ministrei no Encontro Nacional de Mulheres, aqui em Uberlândia, sobre a Páscoa. Segue um esboço condensado sobre o assunto:

Páscoa
A instituição da Páscoa (Êxodo 12:1-28)
A figura do cordeiro (e não um coelho) (v.3)
Uma festa para ser celebrada em família (v.3)
Um cordeiro sem mácula (tipifica o cordeiro imaculado de Deus)(v.5)
(I Pe 1:19; Hb 7:26 - 9:14)
Horário do sacrifício (entre o pôr do sol e o fim do crepúsculo | horas nona e décima primeira |  entre 15 e as 17 horas. Jesus entregou seu espírito na hora nona  Mt 27:45-50)
O sangue (somente pelo sangue é que há livramento Hb 9:22)
Ervas amargas (do arrependimento) e pães ázimos (sem o fermento da malícia e da maldade ICo 5:8)
Assim comereis (v.11) (Apressadamente. Se aplica apenas à páscoa realizada no Egito, mas os remidimidos sempre devem ser como aqueles que não tem habitação permanente neste mundo. Lv 23:4,5; Nm 28:16,25)
Sinal (o sacrifício havia sido feito por ato de fé)
Memória (da mesma forma que a ceia do Senhor é feita por memória até que ele venha I Co 11:26)
Estatuto para vós e para vossos filhos (v.24 a seguir)
A Profecia a respeito do cordeiro • Isaias 53 – O cordeiro: verso 7
A respeito dos ossos do cordeiro: Nm 9:12 
Deve estar puro: Nm 9
A Páscoa celebrada por Jesus ( Mt 26; Mc 14; Lc 22)
O cordeiro ungido (Mt 26:12 / Mc 14:8 /Jo 12: 1 a 3)
O pão - representação do corpo de Cristo: Mt 26:26 / Mc 14:22 / Lc 22:19 e Jo (Neste livro o escritor dá um panorama completo de Jesus como o Cristo que havia de vir mostrando de forma bem detalhada o cumprimento das profecias em Jesus – aqui se fala muito a respeito do pão da vida)
O fruto da vide ou videira – representação do sangue de Cristo: Mt 26:28 / Mc 14:24 / Lc 22:20 
Suco ou vinho?(Ex 23:18)
As quatro taças:
1ª – A taça da santificação: (Ex. 19:5;6)
2ª – A taça do Juizo: (Ge 3:15)
3ª – A taça da redenção: (Ex 6:6 a 8) (entende-se que foi neste momento que Jesus pronunciou as palavras de redenção aos seus discípulos)
4ª – A taça das orações: Todo aquele que crê nele beberá no reino de Deus (Mt 26:29)


Matzá: pão sem fermento (representa o "pão da aflição”, pão do homem pobre, que os escravos comem. Também é o pão da libertação e liberdade. Por ser não fermentado representa o homem com controle de suas paixões, exercendo sua independência, sua vontades disciplinadas, não influenciadas pelas forças externas)
Zerôa: um osso de cordeiro (representa o Cordeiro Pascal)
Maror: Ervas amargas (são ingeridas, em lembrança aos tempos amargos sofridos 
por Israel, enquanto escravos).
Beitsá: Quanto mais cozido, mais rígido fica. Assim também o Povo de Israel ao longo 
do tempo: embora "cozido" por seus opressores, permaneceu cada vez mais fiel às 
suas convicções).
Karpás: batada cozida ou cebola (representa o duro trabalho dos hebreus no Egito – 
é mergulhado em água salgada antes de ser saboreado, para simbolizar as lágrimas 
derramadas na época da escravidão).
Charosset: purê de maçãs raladas, pêras e uvas passas, misturado com nozes, canela, mel misturado a um pouco de suco de uva (representa a argamassa na qual trabalhavam os hebreus enquanto escravos).

Receitas:

Cestinha de pão asmo:
farinha de trigo, água e azeite. Misture a massa. Abra com um rolo. Fure com um garfo. Use o fundo de uma forminha de empada para repousar a massa enquanto assa. Retire do forno e deixe secar fora da forma. Reserve para servir a salada.

Salada: alface fatiada em tiras bem finas, cebola e batata picadas em cubos pequenos e ovo de codorna. Ao servir tempere com água, sal e limão. (Só tempere no momento de servir para que a cestinha não perca sua crocância. 

Charosset (purê de maçã):
Maçã ralada, uva passas (branca e preta), nozes trituradas, mel, suco de uva e canela.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que aprendo com a gazela?

Convidada para pregar no culto de encerramento das atividades (2013) do grupo Dorcas (grupo de mulheres da AIDB-Uberlândia), me senti motivada a estudar a história desta personagem bíblica que inspirou o nome do grupo. Quem foi Dorcas? O que seu nome significa? Quais seus valores? Porque sua história motiva outras mulheres que trabalham na obra do Senhor?
O nome apresentado na história bíblica é Tabita e sua história é apresentada no contexto de sua morte. Estranho, não?
A narrativa se encontra no livro de Atos, cap.9 à partir do verso 36. E assim começa a descrição dos fatos: “E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto”.
Para um “leitor dinâmico” estes dois versos resume toda a história. A mulher existiu, era uma mulher de boas obras, ficou doente e morreu (ponto!). Porém estes dois versos mostram ape…

Encontre a resposta!

Palavras e imagens sempre foram objetos da minha curiosidade. Talvez esta seja a razão porque gosto de fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeça e resolver exercícios de lógica.  Recentemente me vi num entrave com um exercício de lógica. Quatro imagens propunham uma palavra com seis letras. A primeira imagem era de um ovo, a segunda de um bolo de aniversário, a terceira de um cachorro e a última de uma prateleira de sapatos. Fiquei por muito tempo tentando achar a lógica daquele exercício. O que tem em comum um ovo, um bolo, um cachorro e sapatos?  Tentei várias palavras e nada. Deixei o exercício de lado por algumas vezes na esperança de voltar com uma solução. ‘Quebrei a cabeça’ com aquele enigma. Estava procurando uma ligação das imagens até perceber que a lógica estava na cor e não nas imagens em si. Mudei o foco para a cor e facilmente preenchi os espaços com as letras. Interessante como fixamos os olhos no problema e deixamos de perceber a solução bem diante dos nossos olhos. Nã…

Falando sobre "Lagar"

O que Gideão fazia no lagar? Se sua resposta foi diferente de "malhando trigo" acho que não está familiarizado com a história deste homem, pois, era exatamente isso que ele estava fazendo. Mas... para que serve um lagar? Afinal de contas... onde é que se malha o trigo? Bem, não me incomodo se essas perguntas nunca lhe passaram pela cabeça. Porém, desde minha última postagem no blog tenho meditado sobre essa passagem bíblica. O lugar correto para se malhar trigo chama-se Eira que segundo o dicionário quer dizer: extensão de terreno limpo e batido, ou lajeado, onde se secam, malham, trilham e limpam cereais e legumes; Sabe porque Gideão preferiu malhar o trigo num lagar? Ele não estava disposto a perder o seu sustento para os Midianitas. Por algum tempo os midianitas consumiam todo o alimento produzido pelos israelitas. Não somente as suas plantações eram destruídas mas também o seu rebanho. Muito bem, vamos voltar ao lagar... Segundo o dicionário lagar é: tanque onde se espremem ou p…