quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Volte Para Ver

Houve um tempo (não sei se de fato já passou) em que vários cantores da música gospel se inspiraram no livro de I Reis cap. 18 para comporem suas músicas.
Músicas boas, sem dúvida. Lembro-me de um momento memorável que cantávamos uma delas num ônibus voltando de uma convenção da igreja que tivemos em São Paulo.
Foi uma viagem maravilhosa. Deus nos visitou de uma maneira muito especial. Quem, no tráfego da rodovia, podia imaginar que aquele ônibus balançava por conta de uma visitação de Deus?
Pois bem, estou falando da passagem que relata Elias pedindo a Deus para mandar chuva sobre a terra após três anos de sequidão.
Não sei dizer a razão mas, tenho pensado muito em Geazi; o personagem coadjuvante da história – servo do profeta.
Ele tinha um “probleminha” com sua visão e audição. Era muito limitado, tal como nós em várias situações.
Por conta disso teve que voltar a olhar na direção do mar por sete vezes.
Sempre que olhava, não conseguia ver nada que indicasse chuva pesada conforme o profeta havia previsto.
Como o profeta podia ouvir o barulho de chuva pesada se nem ao menos um pingo tenha tocado em seu corpo? “Como assim?”
Paciente e confiadamente Elias apenas voltava seus olhos para Geazi e dizia: “Volte para ver”.
Note que, desde a primeira vez, as palavras do profeta foram “volte para ver” e não “volte e veja se há algum sinal que vem a chuva pesada que eu disse que viria”. Não havia dúvida.
E apesar de que não havia dúvida, o profeta continuou a orar. Enquanto que na dúvida, Geazi teve que voltar a olhar, para ver o que não conseguia.
Geazi em outro momento da história também não conseguiu ver os cavaleiros em seus carros vindos em socorro do povo de Deus. Foi preciso que o profeta orasse a Deus para que Ele abrisse os olhos do seu servo.
Muitas vezes estamos como esse personagem, com os olhos turvos.
Precisamos voltar os olhos para Deus para ver o que Ele tem colocado diante de nós.
Pode ser que a nuvem que tem se levantado do mar já está tão alta que nem percebemos quando ela surgiu. Talvez pelo choro. Quem consegue enxergar bem quando os olhos estão marejados de lágrimas?
Diante disso, enxugue as lágrimas e volte para ver!

Nenhum comentário: