segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Em Busca de Renovo

Pela manhã comecei a caminhar.

Havia lido uma palavra do profeta e queria alcançar a compreensão daquelas palavras. Que seria aquilo?

Busquei forças para chegar a um lugar alto. Estava cansada. A caminhada era difícil mas precisava entender

aquelas palavras.

Caminhei sem olhar para os lados até que cheguei num lugar de onde não podia mais prosseguir.

Sentei e fixei os olhos no horizonte.

Avistei ali bem a minha frente uma ave. Seu aspecto era estranho. Não tinha beleza. Suas penas não tinham brilho.

Seu olhar pareceu pesado. Suas garras não podiam mantê-la firme. Parecia que estava como eu. Cansada. Buscando uma resposta.

Enquanto eu tentava decifrá-la tentou abrir suas asas. Da primeira vez não conseguiu. Segunda vez também não. Porém para meu espanto na terceira vez a ave bateu firme as suas asas e voou. Voou alto de maneira firme e determinada.

Foi uma cena extraordinária para mim.

Fiquei ali no meu lugar e de novo as palavras do profeta veio aos meus pensamentos.

Que significaria aquilo?

Estava tão cansada que o meditar daquelas palavras me deram sono e adormeci.

Não sei precisar quanto tempo fiquei ali. Parecia ter passado os dias. Muitos dias.

No meu coração eu tive a certeza. Precisava me recompor e seguir o meu caminho. Não podia desistir. Havia caminhado tanto até aquele momento.

Tantas coisas maravilhosas pude contemplar. Tanto agir de Deus em minha vida. Tanto amor, graça e misericórdia...

Ouvi um som e despertei do meu sono pesado. O céu estava limpo. De lá descia uma ave. Era grande e formosa.

Suas asas resplandeciam um brilho. Seu vôo era firme. Suas garras novas. Que ave seria aquela?

Foi quando percebi o que havia acontecido.

As palavras do profeta fizeram sentido. Aquela era uma águia.

Ela havia se cansado assim como eu. Passou por um momento decisivo. Seu vôo repentino mostrava uma decisão.

A decisão de se renovar.

Abriu suas asas ao encontro de uma nova chance de viver. Voou ao encontro do topo. E ali se desfez de toda sua carga.

Penas velhas. Garras frágeis. Bico pesado...

Agora diante dos meus olhos mostrava que o Senhor é quem renova as forças do cansado.

Tomei fôlego e me levantei. Faria como a águia. Comecei a correr e não me cansava. Alternei a corrida para uma caminhada e não me

Fatigava.

Eis que aquelas palavras foram novas para mim e são também para ti.

"Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão." Isaías 40:31

2 comentários:

Pra. Rosana Silvério disse...

É tão bom quando o Senhor, em determinados dias nos faz VIVER a sua Palavra...
O Renovo é imediato!!!

Deus te abençõe!
Rô Silvério

Anônimo disse...

Como é consolador saber que o senhor jesus dá força ao cansado e o faz voar como aguia. Obrigado pela reflexão!Abraços
Lorraine!!