Pular para o conteúdo principal

Família - Projeto de Deus!

Você gosta de ler?

Parece uma pergunta desnecessária já que está lendo este blog. Mas, com todo respeito, qual sua resposta para essa pergunta? A leitura te faz sonhar?

Agora à tarde terminei de ler um livro que peguei para ler na parte da manhã.

Tenho que dizer que me admira a escrita de John C. Maxwell. Sempre que leio seus textos tenho que puxar um bloco de anotações porque minha mente se torna ágil em elaborar projetos, relembrar histórias, despertar os sonhos.

Enquanto lia seu livro, recordei de tantos momentos vividos com minha família. Minha vontade foi de gritar e dançar de gratidão a Deus por cada história que foi construída no meu círculo familiar.

Meu pai é homem simples, de pouco estudo. Porém é um homem de um coração sensível, amoroso e temente a Deus. Começou a trabalhar com pouca idade para ajudar nas responsabilidades de casa e se tornou um homem de muitas experiências. Veio de uma família tradicionalmente católica, mas o seu encontro com Deus lhe fez crescer em graça e em conhecimento. Tornou-se evangélico e sua dedicação ao trabalho na igreja lhe conduziu ao cargo de pastor. É um homem dedicado ao Senhor à família e à igreja.

Minha mãe é uma mulher de coragem e muito amiga. Não conquistou um diploma numa escola, mas suas experiências de viva lhe torna digna de um título de mestra. Desde a sua mocidade dedica-se à obra do Senhor com um chamado maravilhoso. Conheceu o meu pai ainda muito jovem e se juntou a ele para construir uma linda história de vida. É uma mulher de fibra, mas seu coração é grande e acolhedor.

Juntos, meu pai e minha mãe criaram minha irmã, meu irmão e a mim de uma maneira exemplar. Meu pai sempre se dedicou a nos ensinar contando-nos histórias maravilhosas. Princípios bíblicos e morais sempre foram nos passados com amor e cuidado. Minha mãe sempre amiga e conselheira nunca nos deixou a sós com nossas dúvidas e desafios.

Enquanto lia a respeito dos valores pessoais me recordava de como eu e meus irmãos construímos nossa cumplicidade de irmãos e amigos. Que graça maravilhosa o Senhor nos deu. Construímos histórias de vida, juntos! Temos momentos de alegria que nos faz rolar de rir, temos momentos de nos emocionar com lágrimas, temos momentos de cantar e dançar.

Os anos se passaram, minha irmã seguiu o seu caminho na construção de sua família. Tivemos agregados ao círculo familiar o meu cunhado, depois meus sobrinhos e essa história continua a crescer. Não se rompeu o elo, pois o que uniu essa família foi Deus. Recentemente meu irmão também construiu a sua família. Mais uma pessoa chegou para nosso vínculo familiar e a história continua. Nenhuma riqueza deste mundo pode se comparar ao valor de possuir uma família que se mantém unida pela graça e misericórdia de Deus.

Hoje me lembrei de momentos marcantes ao lado de meus pais, irmãos, sobrinhos e cunhados. Lembrei-me também de meus primos, tios e avó. Essas lembranças me fazem crescer e permanecer sonhando. São recordações que me animam e estimulam a querer ser melhor e quero apenas com essas palavras agradecer a Deus por criar um projeto tão lindo que é a minha família.

Comentários

Miriam disse…
Oi! Que emoção ler essa postagem! Realmente nossa famíla é projeto de Deus. A família que é construída em Deus rompe barreiras, o tempo, as adversidades e vai se tornando cada vez mais forte. Me uno a você para proclamar minha gratidão a Deus por nossa familia. Te amo Miriam
bom, eu não posso ficar atrás, concordo com tudo o que foi escrito pela minha irmã mais nova, de fato o Senhor nos abençoou ao nos dar uma familia tão especial. Meus pais com todo amor e sabedoria que lhes é singular, nos guiou e ainda nos guia pelas veredas corretas. Meus pais e minha familia são inspirações para minha jornada e referencial de vida. Meu casamento foi buscado e desejado pelo referencial que tive em meus pais e depois e minha irmã. Quero ter a graça de Deus de influenciar meus filhos e meu lar como meus pais ainda fazem por nós e em nós. Amo minha família e Louvo ao Senhor por ela a cada dia, valeu "fiiiii".

Postagens mais visitadas deste blog

O que aprendo com a gazela?

Convidada para pregar no culto de encerramento das atividades (2013) do grupo Dorcas (grupo de mulheres da AIDB-Uberlândia), me senti motivada a estudar a história desta personagem bíblica que inspirou o nome do grupo. Quem foi Dorcas? O que seu nome significa? Quais seus valores? Porque sua história motiva outras mulheres que trabalham na obra do Senhor?
O nome apresentado na história bíblica é Tabita e sua história é apresentada no contexto de sua morte. Estranho, não?
A narrativa se encontra no livro de Atos, cap.9 à partir do verso 36. E assim começa a descrição dos fatos: “E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto”.
Para um “leitor dinâmico” estes dois versos resume toda a história. A mulher existiu, era uma mulher de boas obras, ficou doente e morreu (ponto!). Porém estes dois versos mostram ape…

Encontre a resposta!

Palavras e imagens sempre foram objetos da minha curiosidade. Talvez esta seja a razão porque gosto de fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeça e resolver exercícios de lógica.  Recentemente me vi num entrave com um exercício de lógica. Quatro imagens propunham uma palavra com seis letras. A primeira imagem era de um ovo, a segunda de um bolo de aniversário, a terceira de um cachorro e a última de uma prateleira de sapatos. Fiquei por muito tempo tentando achar a lógica daquele exercício. O que tem em comum um ovo, um bolo, um cachorro e sapatos?  Tentei várias palavras e nada. Deixei o exercício de lado por algumas vezes na esperança de voltar com uma solução. ‘Quebrei a cabeça’ com aquele enigma. Estava procurando uma ligação das imagens até perceber que a lógica estava na cor e não nas imagens em si. Mudei o foco para a cor e facilmente preenchi os espaços com as letras. Interessante como fixamos os olhos no problema e deixamos de perceber a solução bem diante dos nossos olhos. Nã…

Falando sobre "Lagar"

O que Gideão fazia no lagar? Se sua resposta foi diferente de "malhando trigo" acho que não está familiarizado com a história deste homem, pois, era exatamente isso que ele estava fazendo. Mas... para que serve um lagar? Afinal de contas... onde é que se malha o trigo? Bem, não me incomodo se essas perguntas nunca lhe passaram pela cabeça. Porém, desde minha última postagem no blog tenho meditado sobre essa passagem bíblica. O lugar correto para se malhar trigo chama-se Eira que segundo o dicionário quer dizer: extensão de terreno limpo e batido, ou lajeado, onde se secam, malham, trilham e limpam cereais e legumes; Sabe porque Gideão preferiu malhar o trigo num lagar? Ele não estava disposto a perder o seu sustento para os Midianitas. Por algum tempo os midianitas consumiam todo o alimento produzido pelos israelitas. Não somente as suas plantações eram destruídas mas também o seu rebanho. Muito bem, vamos voltar ao lagar... Segundo o dicionário lagar é: tanque onde se espremem ou p…