Pular para o conteúdo principal

Memoriais

Olá caro leitor,
Estava aqui tentando elaborar uma postagem que expressasse o que tenho meditado durante muitos dias.
Bom, já escrevi antes em alguma postagem aqui no blog sobre minha admiração sobre as obras arquitetônicas brasileiras. É admirável a criatividade que os profissionais de nosso país colocam em suas obras. São ousados e buscam mostrar que nosso país tem buscado o conhecimento e aperfeiçoamento em muitas áreas de atuação.
Lembrei-me de algumas obras que foram feitas como MEMORIAL.
Se visitarmos Brasília, por exemplo, teremos a oportunidade de conhecer o memorial JK que foi projetado por Oscar Niemeyer e trata-se de uma homenagem ao ex-presidente Juscelino Kubitschek
que foi o fundador do Distrito Federal.
Esta obra inaugurada em setembro de 81 guarda a memória em fotos, medalhas e artigos pessoais de JK.
Estudamos sobre Juscelino e sobre seu sonho que mudou muitos aspectos da nação. Geração que nunca o conheceu sabe sua história, conhece sua aparência, vive o resultado de seus sonhos. Embora Juscelino Kubitschek tenha falecido em agosto de 1976, sua história permanece viva na nação brasileira, há um memorial a seu respeito!
Acredito que muitos memoriais precisam ser restaurados em nossos dias.
Precisamos de Memoriais...
Meditava nisso enquanto participava no inicio deste mês do aniversário do meu irmão Pr. Jefferson e do aniversário da igreja onde exerce o ministério pastoral.
Meus pais foram muito felizes em colocar em nosso coração um Memorial Vivo do nosso Deus. Conhecemos suas histórias desde nossa infância até o momento em que pesquisando seus feitos nos encontramos com ele. Esse memorial tem nos trazido á lembrança que ele nos salvou de nossa condenação eterna. Suportou a cruz e as feridas do corpo para que tivéssemos vida. Por sua ressurreição recebemos oportunidade de sermos ligados a Ele. Seu sangue derramado na cruz foi a marca de uma aliança eterna. Seu amor é incondicional. Ele é o que nos sustenta. Ele é a nossa força. Ele é a nossa bandeira! Todas essas coisas foram escritas num memorial em nossos corações. Graças a Deus!
Se hoje exercemos um ministério, se permanecemos em nossa fé, se apesar de todas as fraquezas e falhas ainda cremos em Jesus Cristo é por causa desse memorial!
Como seria bom se cada um de nós tivesse guardado esse memorial vivo em nosso coração, todas as recordações e histórias do que Deus já tem feito por nós e pudéssemos olhar para essas lembranças de modo a reanimar nossas esperanças! Certamente as próximas gerações conheceria o nosso Deus, seus feitos e seu amor...
Você está disposto a construir esse memorial?
Encontramos essa ordenança no livro de Deuteronômio capítulo
6:
Estes, pois, são os mandamentos, os estatutos e os juízos que mandou o SENHOR vosso Deus para ensinar-vos, para que os cumprísseis na terra a que passais a possuir;
Para que temas ao SENHOR teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados.
Ouve, pois, ó Israel, e atenta em os guardares, para que bem te suceda, e muito te multipliques, como te disse o SENHOR Deus de teus pais, na terra que mana leite e mel.
Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR.
Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.
E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;
E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te
. (Dt 1-7)

Comentários

Miriam disse…
Oi mina irmã e amiga, que linda mensagem! Nossos pais foram vencedores pois houve 100% de sucesso em implantar a palavra de Deus e seu amor em nossas vidas. Que Deus nos dê a graça de conseguirmos a mesma vitória com nossos decendentes. Esses dias ouvindo o cd solo da Ana Paula Valadão o hino de homenagem ao pai dela ( que fala sobre o sucesso, dele, em transmitir Jesus a ela)eu pude me alegrar e cantar junto sabendo que os meus pais também conseguiram!Em meu coração ha um forte memorial desde minha infância. Te amo, Miriam
Josilene disse…
Paz!
Sim, tenho guardado esse memorial em meu coração e, assim como fizeram meus pais, quero fazer parte de um povo determinado a influênciar as próximas gerações a construí-lo também. Afinal, essa é a ordenança do Senhor não é?
Abraços e parabéns pela postagem...mais uma vez muito inspirada!

Postagens mais visitadas deste blog

O que aprendo com a gazela?

Convidada para pregar no culto de encerramento das atividades (2013) do grupo Dorcas (grupo de mulheres da AIDB-Uberlândia), me senti motivada a estudar a história desta personagem bíblica que inspirou o nome do grupo. Quem foi Dorcas? O que seu nome significa? Quais seus valores? Porque sua história motiva outras mulheres que trabalham na obra do Senhor?
O nome apresentado na história bíblica é Tabita e sua história é apresentada no contexto de sua morte. Estranho, não?
A narrativa se encontra no livro de Atos, cap.9 à partir do verso 36. E assim começa a descrição dos fatos: “E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto”.
Para um “leitor dinâmico” estes dois versos resume toda a história. A mulher existiu, era uma mulher de boas obras, ficou doente e morreu (ponto!). Porém estes dois versos mostram ape…

Encontre a resposta!

Palavras e imagens sempre foram objetos da minha curiosidade. Talvez esta seja a razão porque gosto de fazer palavras cruzadas, montar quebra-cabeça e resolver exercícios de lógica.  Recentemente me vi num entrave com um exercício de lógica. Quatro imagens propunham uma palavra com seis letras. A primeira imagem era de um ovo, a segunda de um bolo de aniversário, a terceira de um cachorro e a última de uma prateleira de sapatos. Fiquei por muito tempo tentando achar a lógica daquele exercício. O que tem em comum um ovo, um bolo, um cachorro e sapatos?  Tentei várias palavras e nada. Deixei o exercício de lado por algumas vezes na esperança de voltar com uma solução. ‘Quebrei a cabeça’ com aquele enigma. Estava procurando uma ligação das imagens até perceber que a lógica estava na cor e não nas imagens em si. Mudei o foco para a cor e facilmente preenchi os espaços com as letras. Interessante como fixamos os olhos no problema e deixamos de perceber a solução bem diante dos nossos olhos. Nã…

Falando sobre "Lagar"

O que Gideão fazia no lagar? Se sua resposta foi diferente de "malhando trigo" acho que não está familiarizado com a história deste homem, pois, era exatamente isso que ele estava fazendo. Mas... para que serve um lagar? Afinal de contas... onde é que se malha o trigo? Bem, não me incomodo se essas perguntas nunca lhe passaram pela cabeça. Porém, desde minha última postagem no blog tenho meditado sobre essa passagem bíblica. O lugar correto para se malhar trigo chama-se Eira que segundo o dicionário quer dizer: extensão de terreno limpo e batido, ou lajeado, onde se secam, malham, trilham e limpam cereais e legumes; Sabe porque Gideão preferiu malhar o trigo num lagar? Ele não estava disposto a perder o seu sustento para os Midianitas. Por algum tempo os midianitas consumiam todo o alimento produzido pelos israelitas. Não somente as suas plantações eram destruídas mas também o seu rebanho. Muito bem, vamos voltar ao lagar... Segundo o dicionário lagar é: tanque onde se espremem ou p…