segunda-feira, 22 de junho de 2009

Se a tua Presença não for...

Recentemente marquei uma reunião de oração para o grupo de jovens da minha igreja.
Cheguei na igreja no horário determinado, posicionei o quadro branco de frente para a entrada e nele escrevi o versículo 15 de Êxodo que diz: “Se a tua presença não for conosco, não nos faça subir daqui”.
Naquela tarde de oração e comunhão tivemos a oportunidade de meditar sobre essa passagem. Á noite no culto o pastor pregou sobre o mesmo assunto de maneira que cada um dos jovens que participaram daquela reunião de oração tiveram aquelas palavras gravadas no coração.
Hoje, gostaria de reforçar esta mensagem.
Moisés tinha uma responsabilidade muito grande pela frente e certamente compreendia que sem Deus sua caminhada seria impossível.
Deus havia dito a Moises que enviaria um anjo para guiá-los e livrá-los, mas que ele mesmo não subiria no meio do povo, pois eram de dura cerviz.
Acredito que Moisés entendeu o recado, mas a presença de um anjo não era o mesmo que a presença de Deus. Ele clamou ao Senhor que se fizesse presente ou então não os fizesse subir daquele lugar.
Amigos, deveríamos ter a mesma atitude que teve Moisés.
Um anjo certamente nos fará sentirmos seguros, nos trará mensagens da parte de Deus, nos guardará pelo caminho...
Porém, nada se compara à presença dele.
Moisés tem o seu pedido atendido e lemos que a presença de Deus era manifesta através da nuvem que cobria o tabernáculo.
“E no dia em que foi levantado o tabernáculo, a nuvem cobriu o tabernáculo sobre a tenda do testemunho; e à tarde estava sobre o tabernáculo com uma aparência de fogo até à manhã. Assim era de continuo: a nuvem o cobria, e de noite havia aparência de fogo.
Mas sempre que a nuvem se alçava de sobre a tenda, os filhos de Israel partiam; e no lugar onde a nuvem parava, ali os filhos de Israel se acampavam.
Segundo a ordem do SENHOR, os filhos de Israel partiam, e segundo a ordem do SENHOR se acampavam; todos os dias em que a nuvem parava sobre o tabernáculo, ficavam acampados.
E, quando a nuvem se detinha muitos dias sobre o tabernáculo, então os filhos de Israel cumpriam a ordem do SENHOR, e não partiam.
E, quando a nuvem ficava poucos dias sobre o tabernáculo, segundo a ordem do SENHOR se alojavam, e segundo a ordem do SENHOR partiam.
Porém, outras vezes a nuvem ficava desde a tarde até à manhã, e quando ela se alçava pela manhã, então partiam; quer de dia quer de noite alçando-se a nuvem, partiam.
Ou, quando a nuvem sobre o tabernáculo se detinha dois dias, ou um mês, ou um ano, ficando sobre ele, então os filhos de Israel se alojavam, e não partiam; e alçando-se ela, partiam.
Segundo a ordem do SENHOR se alojavam, e segundo a ordem do SENHOR partiam; cumpriam o seu dever para com o SENHOR, segundo a ordem do SENHOR por intermédio de Moisés”. (Números 9: 15-23)
Toda a caminhada do Povo escolhido dependia da manifestação da presença de Deus.
Convide Deus a manifestar sua presença em sua vida! Decida hoje a seguir suas instruções!
Se Ele ordenar então siga seu caminho. Porém se ele estiver quieto, permaneça debaixo da nuvem. Não se arrisque a viver sem a presença de Deus. Tenha uma boa semana!

Nenhum comentário: