segunda-feira, 9 de março de 2015

Sobre a presença manifesta de Deus

Apenas algumas considerações pessoais...

Como é bom sentir Deus. Ele é soberano e mesmo assim, cuida de nós, nos ama e se manifesta entre nós.
-
Um culto precisa de ordem e decência. É verdade. Mas, é preciso também dar lugar ao Espírito de Deus e deixa-lo nos conduzir à sua presença santa e maravilhosa.  
-
O pregador guiado pelo espírito pode preparar uma mensagem, meditar nela, orar a respeito dela, estudar e dar o seu melhor, mas sabe que Deus pode direcioná-lo por outro caminho, outra direção afim de que a igreja seja edificada.
-
Elias estava revoltado com sua situação. Havia descido do monte Carmelo onde fez sinais maravilhosos diante dos profetas de Baal. Deus estava com ele lá no monte e agora Jezabel queria lhe tirar a vida. Agora no monte Horebe estava dentro de uma caverna questionando Deus. Ora, Elias conhecia Deus. Houve manifestações da natureza e Deus não estava nelas. Porém, quando soprou uma brisa suave, Elias entendeu, Deus estava naquele negócio. Vestiu sua capa e saiu da caverna para ouvi-lo.
Quando conhecemos Deus, podemos perceber imediatamente quando ele começa a se manifestar. Ele muda o rumo da situação. Não tem como ficar inerte ao agir de Deus! A fé é aumentada, estimulada. 
É assim também em uma reunião de oração, num culto familiar, num culto na igreja ou fora dela. Tudo pode parecer normal. Tudo pode estar dentro do previsto, mas, quando Deus entra em ação... Nada mais permanece igual.
-
Que Deus nos ajude a ser sensíveis à sua voz, a seu agir. Que Ele nos ajude a perceber o mundo espiritual e assim vence-lo debaixo de submissão a Deus, debaixo da autoridade espiritual. 
Se ele está presente significa que sinais e maravilhas vão acontecer e, se sinais e maravilhas vão acontecer, preciso me certificar que serei parte disto.
-
Deus seja louvado, hoje e sempre, amem.

Nenhum comentário: