sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Avaliações

A poucos meses de passar por uma banca examinadora quando meu TCC (Trabalho de conclusão de curso) da Pós-graduação será avaliado, tenho desejado muita sabedoria e eloquência semelhante às de Paulo.
Cresci ouvindo obreiros, diáconos, presbíteros e pastores desejando ser como este homem.
Bem, falar de Paulo é fácil. Ele foi um homem ilustre, mas ser como ele...
Basta ver a descrição para pensar duas vezes (II Cor. 11)!
Segundo sua própria descrição, foi irrepreensível. Forte esta palavra, não é mesmo?
No entanto posso olhar para ele e querer imitá-lo. Seu exemplo pode ser desejado por todos e creio que não haja pessoa alguma que almejando imitá-lo seja desprezado.
No livro de Atos cap. 26 Paulo tem a oportunidade de se defender das acusações que sofria dos judeus. Diante do rei Agripa fez sua defesa sem titubear. Foi eloquente, respeitoso, ousado e demonstrou muito entendimento. Ele conhecia seus acusadores, conhecia as acusações, conhecia seus “examinadores”, conhecia as regras de sua defesa e nem por isso deixou de lado o apelo para sua mensagem. Falou com clareza dos fatos e conquistou a atenção e admiração de seus ouvintes ao ponto que Agripa se sentiu tocado pelo discurso de Paulo e constrangido a encerrar aquele julgamento.
Ser avaliado não é nada agradável. É uma situação tensa. Requer muito conhecimento, calma, eloquência, respeito, capacidade para falar e ouvir. Porém, é algo que vale a pena. É o processo pelo qual se alcança a aprovação e habilitação para desenvolver projetos maiores. Subir degraus do conhecimento e sair do lugar comum.
Eis então o exemplo a seguir... Paulo o irrepreensível. Uau! Se chegar próximo disso terei o meu TCC aprovado e estarei pronta para a próxima avaliação!  

Nenhum comentário: