quinta-feira, 27 de maio de 2010

Jogador Reserva

A quem diga que a vida é um jogo.
Talvez seja e nessa altura do campeonato acredito ser o tempo de colocar em campo o jogador reserva.
Muitas são as vantagens desse jogador que pode até mesmo decidir o jogo. Uma destas vantagens é a preparação. Sim, ainda que seja reserva recebeu a mesma preparação que os titulares. Correu, transpirou e se exercitou nos treinos como qualquer outro. Aprendeu e desenvolveu as mesmas técnicas. Seu talento pode não ter dado a posição principal, mas o classificou como integrante da equipe e isso é o que importa.
Outra vantagem é estar descansado. Enquanto o titular sua a camisa e se desgasta no jogo o reserva está assentado em repouso pronto para entrar em campo e apto para assumir sua posição com todo seu preparo e disposição.
Preparação e descanso são duas grandes vantagens para um jogador reserva, mas particularmente acredito que manter um jogador no banco vai muito além dessas razões. A meu ver um jogador reserva assume a posição de um técnico quando está no banco, pois consegue ter uma visão completa do campo, ver os erros e acertos dos jogadores do seu time assim como dos jogadores adversários.
Então juntando preparação, disposição e visão do jogo; pode entrar em campo e fazer toda a diferença ajudando seus companheiros a corrigir os erros, explorar os acertos e aproveitar as brechas dos adversários.
Comparando a vida como um jogo, percebemos a necessidade de chamar um reserva para entrar em campo. Aquele jogador que ficou no banco todos estes dias do ano precisa atuar nesse momento. Estamos prestes a entrar no mês seis deste ano, precisamos concluir o “jogo” e conquistar este “campeonato”.
O que você pôde observar desses meses que se passaram? O que seu olhar técnico percebeu de falhas que precisam ser corrigidas? Quais as vantagens adquiridas contra seu adversário que precisam ser exploradas?
É preciso atuar agora com toda a preparação que você adquiriu. É tempo de decidir o jogo e você precisa encontrar disposição para vencer o cansaço do tempo corrido. O jogo está em suas mãos. Vamos lá! Mostre que você é um bom atleta de Cristo! Entre em campo e faça a diferença, você pode virar o jogo neste “quase” segundo tempo!

Nenhum comentário: